Revisão Para o Enem – Entendendo o Horário de Verão

No terceiro domingo dos meses de outubro e fevereiro nos deparamos com comunicados para lembrarmos de adiantar ou atrasar os relógios em uma hora, caracterizando o início e o fim, respectivamente, do horário de verão. Mas isso sempre existiu? Qual o objetivo desta mudança? E ela é feita só no Brasil? Neste artigo, entenderemos um pouco mais sobre o assunto.

Origem do Horário de Verão

O horário de verão começou a ser utilizado na Alemanha durante a Primeira Guerra Mundial, com o objetivo de economizar o principal recurso energético do período, o carvão.

Sabemos que o eixo da Terra possui uma inclinação, o que faz com que haja alterações na incidência luminosa ao longo do ano. Deste modo, em algumas regiões, principalmente nas áreas distantes do Equador, mais próximas aos trópicos de Câncer e de Capricórnio, esta inclinação faz com que, durante o verão, o dia seja mais longo do que a noite e, portanto, a energia do sol pode ser mais aproveitada, principalmente nos horários de pico do consumo.

Quando grande parte da população chega em casa e começa a consumir energia ligando equipamentos eletrônicos e chuveiro, como no horário de verão ainda é dia, não há necessidade de acender as luzes, o que leva a uma economia significativa. Seguindo este mesmo raciocínio, o carvão era economizado durante a Primeira Guerra Mundial e o horário de verão representou uma estratégia importante, se expandindo para países de todos os continentes.

Países que adotam o horário de verão.

Horário de Verão no Brasil

No Brasil, o horário de verão começou a ser adotado em 1931, durante o governo provisório de Getúlio Vargas, mas até 2008 não havia uma regulamentação, a qual foi feita nesta data e dura até os dias atuais.

Entretanto, nem todos os estados o adotam, já que as regiões Norte e Nordeste estão mais próximas à linha do Equador, o que faz com que a incidência de luz seja mais regular nestes pontos e, portanto, a mudança do horário não seja vantajosa.

Portanto, somente os estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste alteram o horário. É importante lembrar disso em eventos que não toleram atraso, como por exemplo a própria prova do Enem, pois locais que possuem um mesmo horário entre março e outubro, devido ao fuso horário, podem ter horários diferentes durante o horário de verão, como por exemplo Campo Grande e Boa Vista ou São Paulo e Salvador.

Horário de Verão Vem Sendo Questionado

Existem atualmente discussões sobre as reais vantagens desta mudança, pois a economia de energia já não tem sido tão grande quanto anteriormente e a movimentação do horário pode gerar consequências negativas na saúde das pessoas por alterar seu relógio biológico, causando por exemplo problemas no sono, no humor e no apetite. Além disso, existem outras formas simples e mais eficientes para economizar energia que são pouco utilizadas, como por exemplo o aquecimento de chuveiros através da energia solar.

É extremamente importante, portanto, entender quando e onde o horário de verão é adotado para não se atrasar no dia da prova depois de tanto preparo. Além disso, é necessário entender como ele funciona, suas vantagens e desvantagens e sua relação com o fuso horário, o que pode ser tema de alguma das questões.

Fonte: G1

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




2 Comentários

Horário de Verão Começará Junto Com Enem 2018 • infoEnem | infoEnem

[…] última segunda-feira (17), o Governo Federal anunciou oficialmente que o Horário de Verão começará em 4 de novembro, primeiro dia de aplicação do Enem 2018 – Exame Nacional do Ensino […]

Responder

Governo Adia Início do Horário de Verão Pelo Enem 2018 • infoEnem | infoEnem

[…] quinta-feira (04), o presidente Michel Temer anunciou que o Governo Federal adiou o início do Horário de Verão para o dia 18 de […]

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *