Primeiras Civilizações: Fenícios, Persas e Hebreus

Depois de Egito e Mesopotâmia, vamos compreender outras três civilizações importantes: Fenícia, Pérsia e Hebraica.

Fenícios

Localizada a oriente do Mar Mediterrâneo, a Fenícia, ao contrário do Egito e da Mesopotâmia, não possuía terras férteis para a agricultura, sua economia dependia do comércio e da navegação e sua religião era politeísta.

Seu território não era unificado, constituía-se de várias cidades-estado autônomas, compostas basicamente por artesãos e navegadores, e eram governadas pela elite mercantil. A região foi dominada por vários povos, como assírios, neobabilônicos, persas e macedônicos.
Uma das principais características deste povo é a criação de um alfabeto para facilitar o comércio, composto por 22 sinais e que foi utilizado posteriormente por outros povos, originando os alfabetos grego, latino, indiano, árabe e hebraico.

Persas

O território que corresponde ao Império Persa é resultado da unificação dos territórios dos povos medas e persas, feita por Ciro, e estende-se do rio Indo ao Mar Mediterrâneo e do Cáucaso ao Índico.

O Império atingiu seu auge com Dario I, que introduziu a moeda, o dárico, expandiu o comércio, abriu novas estradas e criou um sistema administrativo em que a região foi dividida em satrápias, governadas por sátrapas. Este imperador foi derrotado na Batalha de Maratona, quando tentou invadir a Grécia. Seus sucessores também não obtiveram sucesso em novas conquistas e no governo de Dario III, Alexandre, o Grande, da Macedônia, conquistou o Império.

Sua religião era o zoroastrismo, fundada por Zoroastro (ou Zaratustra) e que pregava a existência do bem (Ormuz) e do mal (Arimã), e consequentemente, do céu e inferno. Nesta crença, as pessoas poderiam escolher de que lado iriam ficar.

Hebreus

Localizada entre o Mar Mediterrâneo, a Fenícia, a Síria e os desertos árabes, a civilização hebraica é resultado de uma série de lutas e perseguições.

Destaca-se na literatura, devido à escrita do Antigo Testamento. Sua religião, diferente dos povos estudados até agora, é monoteísta, e o governo fica nas mãos do patriarca, o “pai da comunidade”.
Sua trajetória se inicia quando partem de Ur, com Abraão como seu líder, e chegam ao Egito, onde ficam no período de dominação dos hicsos. Depois, partem em busca da Terra Prometida e formam o Reino de Israel. Entretanto, este foi dividido em Reino de Judá e Reino de Israel. O Reino de Israel foi então tomado por Sargão II, assírio, e os hebreus foram expulsos (diáspora).

Posteriormente, Nabucodonosor dominou Judá e ocorreu o “Cativeiro da Babilônia”, episódio bíblico. A região foi então conquistada pelos persas, quando foi permitido o retorno dos hebreus, porém ocorreram várias outras dominações, expulsões e perseguições a eles.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Comentários

Cbele Arantes Da Silva

eu goasetei

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *