Possibilidades para a redação do Enem 2006

O tema trazido pela proposta de redação no Enem em 2006 tratou de algo inclusive já comentado aqui na coluna no começo do ano: a leitura. Relembremos os recortes!

Diferentemente de muitos dos temas anteriores e posteriores, o ano de 2006 elaborou uma proposta que não trazia um problema em si. Ao contrário, trazia uma solução, ao pedir que o aluno elaborasse argumentos sobre “O Poder Transformador da Leitura“. Os textos motivadores, em consonância com a frase temática, traziam experiências até mesmo de escritores comprovando a utilidade da leitura na vida de todos os indivíduos e as boas consequências e vivências que ela pode trazer. A partir disso, a produção pode se tornar bastante simples, mas é necessário pensar com calma no caminho a ser traçado pela argumentação, ou então, justamente por ser algo tão aberto, pode-se cair em uma cilada e acabar sendo confuso.

Primeiramente, recolher os elementos externos que se trará para a produção, nesse caso, está bastante fácil. Como a leitura é a pauta, livros lidos ao longo da vida, autores e teóricos da área já garantem a exemplificação da argumentação. Projetos sociais envolvendo a leitura também podem ser boas menções, assim como o estudo da Literatura em sala de aula.

O desenvolvimento também é bastante simples de pensar, já que a frase temática estabelece o que deve-se comprovar ao longo dele. Vai ser bastante difícil provar que a leitura pode ser nociva de alguma forma, então o caminho aqui só pode ser o de estabelecer o benefício que ela pode trazer para um indivíduo e, consequentemente, para a sociedade como um todo. Aqui há a possibilidade de inserir ainda mais exemplos reais, como pessoas que tiveram sua vida transformada pela leitura, cujas histórias vemos frequentemente nos noticiários.

Assim como ele estabelece o caminho para o desenvolvimento da redação, o título também já garante o que deve ser mencionado na proposta de intervenção. A leitura como incentivo à transformação social é praticamente obrigatória, então torna-se igualmente simples construir a sugestão. Novamente há inúmeras possibilidades a serem detalhadas: projetos sociais relacionados à leitura com grande abrangência e intensificação do ensino e da relação com a leitura em sala de aula podem ser boas escolhas. Além de pensar em quais projetos serão responsáveis por inserir a leitura de forma mais intensa na sociedade (não há menção específica à brasileira, mas é sempre bom tratar de uma realidade mais próxima, até mesmo pelas possibilidades de menções a exemplos reais serem maiores e estarem mais acessíveis), é necessário pensar no que e porque essas transformações ocorreriam (mais educação/mais conhecimento = mais oportunidades/mais qualidade de vida/mais desenvolvimento social como um todo pode ser um bom raciocínio), pensamento este que deve ter tangenciado o desenvolvimento, para que a redação fique “redondinha” e as sugestões de intervenção se relacionem bem com o que foi discutido.

O que acharam da discussão da semana? É um tema bastante aberto, então fariam algo diferente? Contem tudo pra gente nos comentários e até a próxima semana!

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *