Conheça os Principais Tipos de Erosão

Vimos em postagens anteriores sobre o processo de erosão, onde apresentamos sobre o processo, porque ocorre e também quais as suas consequências para o ambiente, além de algumas formas de prevenção (você pode relembrar a nossa postagem sobre erosão clicando aqui!). Sabemos ainda que a erosão pode ocorrer de diversas maneiras, e esse é o nosso objetivo de hoje. Assim, vamos apresentar os diversos tipos de erosão e quais as suas particularidades.

Apenas para relembrar, a erosão é entendida como um processo onde as rochas e solo se degradam por causa de processos naturais, tais como a chuva, o vento, neve, entre outros. Esse processo, que pode ser aumentado em virtude das ações antrópicas, resulta em um solo totalmente prejudicado, sem cobertura de vegetação, que pode ainda pode prejudicar os rios e outras regiões próximas. Vejamos agora os diferentes tipos de erosão.

Erosão pluvial

A erosão pluvial é a erosão provocada pela água das chuvas. Quando as chuvas são de menor intensidade, pode promover apenas uma lavagem do solo, o que já resulta em uma grande perda de minerais essenciais e matéria orgânica, que estão normalmente posicionados na camada superficial do solo. Quando as chuvas são de intensidade maior, as erosões são mais profundas, o que leva a sérios danos ao solo. Além disso, a erosão pluvial é mais sentida em áreas inclinadas e desprovidas de vegetação.

A erosão pluvial pode ocorrer de diferentes maneiras, as quais são:

  • Erosão em splash: É a erosão causada pelo impacto das gotas de água diretamente sobre o solo. Embora não pareça preocupante, este tipo de erosão pode degradar de maneira acentuada o solo;
  • Erosão laminar: É o tipo de erosão pluvial onde a água da chuva retira toda a cobertura do solo. Resulta em um desgaste elevado do solo;
  • Erosão em sulcos: É a erosão que ocorre quando a água das chuvas começa a formar pequenas linhas ao longo do solo, concentrando assim uma maior quantidade de água. A erosão em sulcos pode levar a erosão em ravinas, que veremos na sequência;
  • Erosão em ravinas: Pode ser considerada um caso acentuado da erosão em sulcos. As cavidades formadas são muito maiores em função da declividade formada no terreno. Observe a seguir uma imagem de uma típica erosão em ravinas:

Erosão fluvial

Como o nome sugere, a erosão fluvial é causada pelos rios, o que leva a um aprofundamento de seus cursos. Outro problema recorrente deste tipo de erosão é a remoção das vegetações das margens dos rios, o que promove um aumento do processo de assoreamento dos rios.

Erosão eólica

A erosão eólica é aquela provocada pela ação dos ventos que promove o intemperismo das rochas e leva os sedimentos formados para pontos mais distantes dos pontos de erosão. Normalmente, o processo de erosão eólica é mais lento do que os que ocorrem em função do movimento da água. Veja abaixo uma figura retratando a erosão eólica:

Erosão glacial

A erosão glacial ocorre em virtude do congelamento dos solos, os quais são transportados em blocos. Essa movimentação pode provocar o desgaste do solo, assim como ocorre em situações onde a água é congelada, fazendo com que a composição de minerais do solo seja alterada.

Sendo assim, estudamos os principais tipos de erosão. As maneiras para minimizá-la ou evitá-la já estudamos anteriormente. Portanto, devemos estar atentos para a resolução de questões deste tipo, mas também para evitarmos que isso ocorra no dia a dia, uma vez que é um processo muito danoso ao meio ambiente.

           

 

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *