Como sustentar a tese na redação do Enem

Continuando nossa sequência sobre dissertação – argumentativa, abordaremos o desenvolvimento da tese e a sua sustentação por meio do argumento principal e dos argumentos auxiliares com o auxílio das estratégias argumentativas. Este esquema foi explicado na primeira publicação sobre esse tipo textual, na qual orientamos que você transforme o tema em pergunta e o responda com a sua opinião, justificando-a com o seu argumento principal, fundamentando-o com os argumentos auxiliares e apresentando as estratégias argumentativas que, por sua vez, embasarão todo o seu ponto de vista.

Neste ponto é fundamental ressaltarmos que em dissertações – argumentativas como o ENEM pede, opinião sem argumentação não vale nada, isto é, não basta opinar sobre o tema da proposta, tem de argumentar a fim de convencer ou tentar convencer o seu leitor acerca do seu ponto de vista. Caso haja apenas a opinião, sem argumentação, não houve cumprimento da segunda competência que, dentre outras coisas, verifica se o texto é realmente uma dissertação – argumentativa que, o próprio nome diz, requer argumentos; redação com apenas opinião é somente dissertativa e não dissertativa – argumentativa.

Na publicação anterior, falamos sobre como introduzir a tese e, assim, mostramos várias maneiras de começar a redação a partir da introdução. A tese é a sua opinião sobre o tema proposto na prova do ENEM (ou de outras provas que pedem o mesmo tipo textual) e com ela apresentada na introdução, nos parágrafos seguintes você deve desenvolver esta tese, ou seja, explicitar ao leitor a sua opinião sustentando-a por meio de argumentos e das estratégias argumentativas. Vejam como, neste momento, o planejamento da sua redação é essencial para que ela tenha progressão e seja autônoma, isto é, para que ela progrida em termos de tema e tese (evolua e não seja maçante, já que há textos que falam, falam, falam, mas nada dizem) e possa ser lida fora do contexto do ENEM, ou seja, por qualquer pessoa (lembrem-se de pensar em um leitor universal e não no corretor).

É neste ponto da produção escrita que é importante ressaltarmos duas questões: o uso da coletânea e o conhecimento prévio de mundo.

O ENEM nomeia o conjunto de textos que acompanha a proposta de redação de coletânea e esta serve como motivação, inspiração para a ampliação dos seus pensamentos sobre o tema, já que a banca elaboradora pressupõe que você já tenha ouvido falar, pelo menos um pouco, sobre o assunto e, assim, o ENEM nos diz que o candidato deve usar a coletânea apenas como textos motivadores e não como textos fontes, ou seja, não devemos copiá-la nos textos e sim apenas fazer referências e relacioná-la com o nosso conhecimento prévio de mundo que, nada mais é, do que o conhecimento que adquirimos na nossa vida escolar e fora dela, no mundo e é aqui que estar bem informado sobre qualquer assunto é indispensável. Obviamente é difícil e praticamente impossível ser especialista em todas as áreas do conhecimento, mas o candidato ao ENEM e a qualquer outra prova oficial deve ser aquela pessoa que saiba conversar um pouco de tudo, aquela pessoa com a qual é gostoso bater um papo, pois tem uma opinião formada sobre vários assuntos.

Como exemplo, pensemos no tema do ENEM 2012 sobre os movimentos imigratórios no Brasil no século XIX: muita gente reclamou deste tema, pois realmente foi uma surpresa, já que nem os professores o esperavam e os argumentos de quem não gostou foram de que o tema era difícil (e é mesmo, pois envolve várias questões geográficas, históricas, sociais etc) e de que não era tão atual como a Copa, Olimpíadas, Rio + 20 dentre outros.

Como não era atual se em janeiro de 2012 começou a ser noticiada a vinda em massa de haitianos para o nosso país, principalmente pelo estado do Acre, devido às gravíssimas consequências do terremoto que assolou o Haiti recentemente? O jornal O Globo, por exemplo, em seu site, disponibilizou uma verdadeira coletânea sobre o tema (ver http://oglobo.globo.com/infograficos/haitianos-no-brasil/).

Outro fato que comprova a atualidade do tema é a denúncia de que uma das confecções que fornece roupas para a rede de lojas espanhola Zara, em São Paulo, escraviza seus funcionários, bolivianos em sua maioria, em agosto de 2011, e a vinda de imigrantes europeus em busca de uma vida melhor no Brasil em decorrência da crise econômica na zona do Euro.

São estas e outros tipos de informações que deveriam vir à cabeça do candidato ao conhecer a proposta de redação do ENEM 2013 e isto deve acontecer sempre, em qualquer tema de redação.

Na próxima semana, analisaremos uma redação nota 1000 do ENEM 2012 dada como exemplo pelo MEC no Guia do Participante – A Redação do ENEM 2012 refletindo sobre os argumentos e os recursos linguísticos utilizados a fim de se obter um texto acima da média, lembrando que a melhor forma de se chegar a isso é escrever com frequência. Até lá!

 

*CAMILA DALLA POZZA PEREIRA é graduada em Letras/Português pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP – Atua na área de Educação exercendo funções relativas ao ensino de Língua Portuguesa, Literatura e Redação. Foi corretora de redação na 1ª fase e de Língua Portuguesa na 2ª fase do vestibular 2013 da UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP. Participou de avaliações e produções de diversos materiais didáticos, inclusive prestando serviço ao Ministério da Educação.

**Camila também é colunista semanal sobre redação do infoEnem. Um orgulho para nosso portal e um presente para nossos leitores! Suas publicações serão sempre às quintas-feiras, não percam!

 

 

Leia também:

 

Compartilhar
25 Temas

Receba GRATUITAMENTE um ebook com os possíveis temas da redação do Enem 2018




Sim Não
* Um produto Descomplica




Outros artigos que você vai gostar:




6 Comentários

Graci ')

Olá, será que seria possível de vc avaliar minhas redações ou indicar alguém que possa?? Não tenho quem as avalie para ver como anda meu desempenho =/

Estou gostando d+++ de suas dicas! Excelente profissional! Vamos tirar 10 neste enem em redação e não terei dúvidas em dá o devido mérito a vc.
Deus a abençoe;D

Responder

InfoEnem

Olá Graci!
Primeiramente agradecemos aos elogios, que devem ser repassados a professora Camila, nossa colunista e autora de excelentes artigos.
Com relação ao serviço de correção das redações, ainda não oferecemos.
Recomendo que acesse os sites e blogues indicados nesta matéria (http://www.infoenem.com.br/os-10-melhores-sites-e-blogs-de-redacao-do-brasil/) e entre em contato com seus administradores. Certamente algum deles oferece este serviço.
Agradecemos o contato, volte sempre ao infoEnem.
Grato,
Matheus Andrietta

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *