Como a classificação dos triângulos é cobrada no Enem

Você já observou em nossas postagens anteriores que o assunto mais cobrado nas últimas três provas de matemática do Enem foi a geometria (você pode acessar a postagem clicando aqui!). Dentro da geometria, um dos assuntos mais cobrados são as formas geométricas e seus tipos, entre elas os triângulos. Desta maneira, a seguir falaremos sobre a classificação dos triângulos. Para isso, vamos apresentar rapidamente a classificação dos ângulos, que serão fundamentais para a classificação dos tipos de triângulo. Além disso, será apresentada também uma questão anterior cobrada no Enem sobre o referido assunto.

Tipos de ângulos

Como mencionamos no parágrafo anterior, um assunto importante para realizarmos a classificação dos triângulos é compreender quais são os diferentes tipos de ângulo existentes. Os ângulos são classificados de acordo com sua medida, podendo ser de seis diferentes tipos: agudo, reto, obtuso, raso, côncavo e completo.

  • Ângulo agudo: são aqueles que possuem medida menos que 90°;
  • Ângulo reto: os ângulos retos são aqueles cuja medida possui exatamente 90°;
  • Ângulo obtuso: são denominados obtusos os ângulos que possuem valor entre 90 e 180°;
  • Ângulo raso: os ângulos rasos são aqueles cujas medidas são iguais a 0 ou 180°;
  • Ângulo côncavo: os ângulos côncavos possuem medida entre 180 e 360° e;
  • Ângulo completo: também denominado de ângulo de uma volta, é o ângulo que possui valor igual a 360°.

Entendidos os seis diferentes tipos de ângulo, podemos avançar para a classificação dos triângulos.

Classificação dos triângulos

Para a classificação dos triângulos, temos cinco diferentes possibilidades, que são: isósceles, equilátero, escaleno, retângulo e obtusângulo. Vamos avaliar cada um deles.

  • Triângulo isósceles: o que define um triângulo isósceles é a presença de dois lados de dimensões iguais, e um lado com dimensão variada. O lado com a dimensão diferente das demais normalmente é tratado como a base do triângulo;
  • Triângulo equilátero: podemos dizer que este é um caso especial do triângulo isósceles. O triângulo equilátero possui todos os lados com a mesma dimensão e, consequentemente, todos os ângulos internos iguais a 60°;
  • Triângulo escaleno: os triângulos escalenos são aqueles em que nenhum dos lados são iguais;
  • Triângulo retângulo: um dos tipos mais conhecidos, o triângulo retângulo é caracterizado pela presença de um ângulo de 90° e;
  • Triângulo obtusângulo: estes triângulos são caracterizados pela presença de um ângulo com dimensão superior a 90° (ângulo obtuso).

E como este conteúdo é abordado no Enem?

Para ilustrar a utilização da classificação dos triângulos, trouxemos a seguir uma questão retirada do Enem de 2018.

O remo de assento deslizante é um esporte que faz uso de um barco e dois remos do mesmo tamanho.

A figura mostra uma das posições de uma técnica chamada afastamento.

Nessa posição, os dois remos se encontram no ponto A e suas outras extremidades estão indicadas pelos pontos B e C. Esses três pontos formam um triângulo ABC cujo ângulo BÂC tem medida de 170°.

O tipo de triângulo com vértices nos pontos A, B e C, no momento em que o remador está nesta posição, é”

a) retângulo escaleno

b) acutângulo escaleno

c) acutângulo isósceles

d) obtusângulo escaleno

e) obtusângulo isósceles

Que é respondido pela alternativa e. Para isso, devemos levar em consideração duas informações. A primeira é a medida do ângulo BÂC, que possui medida de 170°, fazendo o triângulo obtusângulo. A segunda informação relevante é o fato dos remos serem iguais, tornando o triângulo isósceles.

Desta forma, apresentamos em nossa postagem uma breve classificação dos triângulos, assim como conceitos auxiliares para a sua compreensão, além de um exemplo de como este assunto é cobrado nas provas do Enem.

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!