A Terceira Competência na Redação do Enem

Semana passada já tratamos aqui do segundo quesito considerado para a correção da redação do Enem e de como não bobear nos itens exigidos para garantir uma nota legal (leia aqui). Dessa vez, continuando nossa série relacionada às competências consideradas pelos corretores oficiais, vamos à terceira delas, que se refere à construção da argumentação mais do que a uma escrita correta (primeiro quesito) ou do que a se estamos usando o formato de texto exigido.

A matriz de referência no Manual de Redação do Enem 2018 diz o seguinte em relação à competência três:

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Tem uma lista bem grandinha de verbos nessa descrição para tentarmos entender, então vamos observá-los com mais cuidado:

Defesa de um ponto de vista

Apesar de ser o último trecho, é uma boa ideia pensar nisso primeiro: qual o seu ponto de vista sobre o assunto? Que ideia central defenderá? Quais foram as informações que o levaram a pensar dessa forma? Ir anotando tudo isso pode economizar um bom tempo na hora de construir tudo!

Selecionar

Esse é relativamente óbvio, mas não custa nada reforçar: escolha informações, fatos, opiniões e argumentos que defendam sua ideia central inicial. Ao escolher algum desses itens, caso eles não acrescentem em nada em sua defesa de ponto de vista (citações muito genéricas de filósofos, como sempre bato nessa tecla, fazem parte disso) ou se contradigam entre si, a nota pode ir lá para baixo, então esse passo também deve ser feito com cuidado.

Relacionar

Como dito na fase de seleção, os itens que escolher devem fazer sentido na defesa de seu ponto de vista. A relação de sentido entre eles também é importante. Um exemplo relativamente raso é: caso mencione em uma redação sobre os surdos algo sobre os deficientes visuais, mas não use isso para comprovar uma falta de políticas de acessibilidade de forma geral, não fará muito sentido ligar uma coisa à outra, já que a temática de 2017 era centralizada no público surdo. Por isso, é necessário muito cuidado com a ligação feita entre argumentos e também atenção para que não haja saltos entre eles, como quando afirmamos que algo é maléfico para a sociedade mas não damos nenhuma informação que comprove nossa afirmação. Se ao reler sua produção reparar que ela parece uma espécie de lista, o passo “relacionar” também não foi cumprido muito bem, já que a ligação entre os argumentos é precária quando há essa característica.

Organizar

Aqui a premissa é a ordem dos argumentos mesmo. Como você pretende começar? Ao iniciar com uma contextualização histórica, por exemplo, quais as informações e validações que trará para mostrar como o tópico se desenvolveu/desenvolve hoje? E qual será o encerramento (dica: na prova do Enem há a possibilidade sempre de encerrar com a proposta de intervenção, o que já nos poupa um pouco do trabalho de pensar num formato de conclusão)? Refletir sobre essas questões pode ajudar muito na construção prévia da sua produção.

Interpretar

Essa ação na verdade serve para todo o processo de desenvolvimento da redação. Você interpretou as informações à sua volta (mídia, escola, opiniões das pessoas com as quais convive etc.) para formar seu próprio ponto de vista sobre o tópico. Agora esse ponto de vista está sendo exigido, mas de uma forma mais esquematizada. Então, você interpreta todas as informações que coletou sobre o tema e seleciona, organiza e relaciona-as para formar seu texto. Viu como esse passo perpassa por todo o processo? É um pouco mais automática que as menções anteriores, mas isso não quer dizer que requeira menos atenção, ok?

O que acham da terceira competência na correção da redação do Enem? É a mais complicada para vocês? Contem para gente nos comentários e até semana que vem!

 


*Vanessa Christine Ramos Reck é graduada em Letras na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e fluente em mais três idiomas: Inglês, Espanhol e Francês. Além disso, é corretora do Curso Online do infoEnem. Seus artigos serão publicados todas as quintas, não perca.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *