Verbos Irregulares – algumas dificuldades

Dias atrás, ao assistir a um telejornal, chamou-me a atenção uma jovem advogada que dava uma entrevista. Não consigo lembrar-me ao certo qual era o assunto porque um deslize cometido por ela foi tão gritante aos meus ouvidos que ofuscou o assunto principal da reportagem. Disse a tal moça algo assim: “ Se eles preverem (…)”, o que me trouxe à mente a dificuldade que alguns tempos verbais apresentam para grande parte das pessoas.

Vamos analisar detalhadamente o erro que a entrevistada cometeu e os motivos que possivelmente induziram-na ao engano.

O verbo empregado pela moça foi o ‘ver’, conjugado (ao menos, foi a tentativa dela) no Futuro do Subjuntivo. Esse verbo é classificado como irregular, o que significa que, ao longo da conjugação, seu radical sofre alterações. Para complicar, o tempo verbal também tem particularidades dignas de nota. Vamos a elas:

Existem, dentro dos paradigmas (modelos) de conjugação verbal, os chamados tempos primitivos e os tempos derivados. Isso significa dizer que há tempos que são ‘filhotes’ de outros. Os tempos primitivos são Presente do Indicativo, Pretérito Perfeito do Indicativo e Infinitivo Impessoal. Sabendo-se esses três, podemos obter os demais tempos, a partir da aplicação de algumas ‘fórmulas’ quase matemáticas (não se assustem, é simples! Apenas subtração será envolvida hehe).

No caso específico do erro da entrevistada, o tempo que ela pretendeu empregar foi, como já dissemos, o Futuro do Subjuntivo. Esse tempo é derivado do Pretérito Perfeito do Indicativo e a ‘fórmula’ para a obtenção é a seguinte:

Tomemos o Pretérito Perfeito do Indicativo do verbo VER:

Eu vi
Tu viste
Ele viu
Nós vimos
Vós vistes
Eles viram

Agora, vamos utilizar apenas a 3ª pessoa do plural: viram. A fórmula é a seguinte:

3ª pess pl – am = 1ª pess sing Futuro do Subjuntivo

Aí, a partir da 1ª pess, é só conjugar as outras, usando o novo radical obtido (radical secundário). Ficará assim, com as conjunções quando ou se que dão ‘uma mãozinha’:

Viram – am = (quando eu) vir

Quando/Se
Eu vir
Tu vires
Ele vir
Nós virmos
Vós virdes
Eles virem

Mas… esse não é o verbo “vir”? Não! É o “ver” mesmo! Se aplicarmos a mesma fórmula ao vir, obteremos o seguinte:

3ª pess pl = eles vieram

Vieram – am = (quando eu) vier

Quando/Se
Eu vier
Tu vieres
Ele vier
Nós viermos
Vós vierdes
Eles vierem

Outros verbos irregulares costumam apresentar dificuldade semelhante, como o pôr (quando eu puser); fazer (quando eu fizer); trazer (quando eu trouxer); dizer (quando eu disser); ter (quando eu tiver); manter (quando eu mantiver) e assim por diante.

E o que teria levado a moça a conjugar erroneamente esse verbo? Bem, se aplicarmos a mesma ‘fórmula de derivação’ a um verbo regular, o resultado obtido na 1ª pess sing do Futuro do Subjuntivo terá aparência de Infinitivo. Como no verbo cantar:

Pretérito Perfeito do Indicativo
Eu cantei
Tu cantaste
Ele cantou
Nós cantamos
Vós cantastes
Eles cantaram

3ª pess pl – am = 1ª pess sing Futuro do Subjuntivo = Cantaram – am = (quando eu) cantar

“Quando eu cantar”… Esse “cantar” fica parecendo Infinitivo, mas é mera coincidência, ele é mesmo o resultado da derivação. Como nos verbos regulares essa coincidência se repete, algumas pessoas se atrapalham e acabam usando o infinitivo e não a forma derivada, principalmente nos verbos irregulares que lhes parecem ‘estranhos’. A entrevistada cometeu esse deslize: usou o ‘prever’, como base para a conjugação, errando assim o tempo verbal, como usam por aí ‘quando eu pôr”, quando eu fazer” etc, todos resultados do mesmo equívoco.

Até a próxima!

 


Margarida Moraes é formada em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), onde também concluiu seu mestrado. Mais de 20 anos de experiência, corretora do nosso sistema de correção de redação e responsável pela resolução das apostila de Linguagens e Códigos do infoenem, a professora é colunista de gramática do nosso portal . Seus textos são publicados todos os domingos. Não perca!

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Comentários

Samuel da Silva salencar

Show de bola!

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *