Redação Nota 1000: Possibilidades para a Redação do Enem 2018

A redação do Enem de 2018 trouxe um tópico bastante esperado e popular: a internet. No entanto, a especificação que o tema fez pegou muitas pessoas de surpresa. A manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet precisava ser analisada com cuidado para que não pregasse peças no candidato.

Fonte: https://guiadoestudante.abril.com.br/enem/redacao-enem-manipulacao-do-comportamento-do-usuario-na-internet/

Os textos motivadores da redação de 2018 traçaram um raciocínio para que o candidato chegasse em uma conclusão específica e, consequentemente, pudesse tratar com mais detalhes o item desejado: os algoritmos. Há um quadro expondo o uso médio de internet da população brasileira no ano de 2016 cujos números comprovam o acesso bastante difundido à tecnologia em nosso país.

Além do quadro, os textos restantes trazem um argumento em comum: os algoritmos definitivamente exercem uma grande influência no conteúdo procurado e acessado pelos brasileiros. A partir do momento que grande parte da população tem acesso a essas informações trazidas pelos algoritmos, o que isso pode significar? Quais os benefícios e/ou malefícios que essa influência dos códigos pode trazer? Essas são algumas das questões levantadas pela inspiração dos textos motivadores e que podem ajudar a construir a argumentação da redação.

Conteúdo Externo

Antes de desenvolver a produção, no entanto, como sempre é necessário reunir conteúdo externo aos textos motivadores, para que se demonstre um conhecimento de mundo mais vasto em relação ao assunto. Em 2018, simplesmente explicar como os algoritmos funcionavam em cada rede social ou serviço online (o que, em outros contextos, poderia demonstrar um conhecimento a mais acerca de tecnologia) poderia passar por paráfrase dos textos motivadores, que já trazem essa explicação, deixando de contar como conteúdo extra.

Sendo assim, seria necessário ir um pouco além, talvez mencionando estudos psicológicos relacionados às reações do cérebro humano às influências e/ou estímulos feitos pelos mesmos algoritmos. Além disso, notícias envolvendo problemas trazidos por estes poderiam também ser uma boa opção, vide o julgamento envolvendo o vazamento de dados do Facebook há alguns anos atrás.

A Argumentação da Redação

A argumentação vem em seguida, e deve seguir a linha de raciocínio trazida pelos textos motivadores para que não haja risco de tangenciamento. Quais malefícios a influência dos algoritmos pode trazer para o indivíduo e para a sociedade? Quais exemplos extras de que essa influência ocorre podem ser dados? Estes questionamentos serão úteis para estabelecer a problemática deste tema, já que deduzir que os algoritmos são cem por cento benéficos, além de irreal, prejudicará o desenvolvimento de uma proposta de intervenção, item necessário na redação do Enem, como já é bem sabido por todos.

Para a proposta de intervenção da redação, a partir dos malefícios estabelecidos ao longo do desenvolvimento (criação de bolhas sociais, aumento de intolerância a opiniões diferentes e consequente aumento da violência verbal e até mesmo física, propagação de notícias falsas apenas por se adequarem à opinião pessoal, etc.), há a possibilidade de mencionar regulamentações nas mais variadas esferas, seja governamental, seja dentro do próprio mercado de tecnologia. Todo cuidado é pouco, porém, para que não se sugira nada que possa ferir os Direitos Humanos, como a censura, por exemplo. Então, é detalhar muito bem a sugestão, como já é de praxe!

O que acharam do tema da redação de 2018? Foi um dos mais específicos até hoje, não acham? Contem suas opiniões pra gente nos comentários e até semana que vem! 

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!