PF Desarticula Grupo Suspeito de Fraudar o Enem

A Polícia Federal (PF) desarticulou grupo criminoso suspeito de fraudar concursos públicos e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2016). Chamada de Operação Adinamia, a ação foi realizada na tarde desta quarta-feira (08) nos estados do Ceará, Paraíba e Piauí.

De acordo com dados oficiais, quatro pessoas foram presas, entre elas os dois líderes da quadrilha. Além disso, foram cumpridos 21 mandados de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva, bem como houve apreensão de documentos, smartphones e computadores. Aproximadamente 90 policiais federais trabalharam na operação.

Além da tentativa de fraude por transmissão do gabarito em tempo real para os candidatos via ponto eletrônico, como foi deflagrado pela polícia de Goiás e Distrito Federal recentemente (veja), esta organização também atuou tentando violar os lacres para acesso antecipado aos cadernos de provas do Enem e outros concursos.

Em comunicado oficial a imprensa, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão governamental responsável por toda elaboração e organização do Enem, se manifestou informando trabalha em “estreita parceria” com a PF para manter a segurança na realização do exame.

Além disso, a assessoria de comunicação social do instituto também garantiu que um possível cancelamento do Enem 2017 está descartado, bem como tranquilizou os milhões de candidatos para o segundo final de semana da avaliação:

É importante, neste momento, que os participantes mantenham a calma para a aplicação do segundo dia de provas no próximo domingo, 12 de novembro.

Fonte: EBC

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *