Leitura, ENEM e o Mundo

Por Lilian de Souza Farias

Vivemos num mundo onde algumas exigências são de condições irrefutáveis para uma socialização efetiva. Dentre essas exigências está à leitura e a escrita. Contudo trataremos aqui, primeiramente, da leitura.

O ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio – explorara significadamente a importância da leitura. O exame mais respeitável, da atualidade, no Brasil, tem mostrado toda a sua força e consistência exigindo dos avaliados uma competência mínima: proficiência da leitura.

Quando cito o ato de ler, não me refiro a decorar nomes, datas ou acontecimentos marcantes para a humanidade. Refiro-me, sim, a uma leitura diversificada, cheia de significados reais aliados a um conhecimento de mundo, capazes de reavivar conhecimentos científicos apreendidos no âmbito escolar.

Alguns critérios são de supino valor para o candidato do ENEM: ter consciência da importância da leitura é o primeiro passo; saber o que é a leitura é outro fator essencial; materializar o habito da leitura e cultivar a tolerância da diversidade textual (poesia, crônicas, charges, histórias em quadrinho, músicas, artigos etc.); além de conhecer meios diversificados de veiculação das informações (jornais, revistas, livros, internet, filmes, panfletos, outdoors, manuais etc.).

Essa mescla de informações e conhecimentos estão, indissociavelmente, condicionadas a nossa existência num mundo globalizado e, que por vezes, é o caminho para a apreensão e resoluções de problemas. Além de acender o leitor para diversas áreas do conhecimento e expor a função social em que esses conhecimentos estão inseridos.

Para compreender melhor basta que olhemos para função social que a charge (muito utilizada no ENEM) exerce. Uma análise da personagem Mafalda, do cartunista Quino, pode ser capaz de nos fazer adentrar nas aulas de história, sociologia, filosofia, matemática, geografia e literatura para podermos abarcar a complexidade do gênero feminino na sociedade atual; o preconceito social; o comportamento humano etc.

Já a música Metamorfose, do grupo Teatro Mágico, irá exigir conhecimento de biologia, linguagem, filosofia para evidenciar que o homem é parte integrante da natureza; cheio de bactérias e que contém outros seres vivos dentro dele, pois os seres interiores, que a letra da música salienta, passa a ter duplo sentindo: biológico e psicológico.

Receber um panfleto na rua e materializar os saberes da matemática (juros, porcentagem) para não ser lesado. Lê-lo criticamente e por meio do conhecimento de mundo, da norma padrão da língua, sócio-político, cidadania e marketing apresentar juízo crítico de avaliar o respeito aos direitos do consumidor.

Identificar na poesia soluções para problemas existenciais da humanidade. Diminuir a distância geográfica por meio da internet e ter acesso a sites, blogs, redes sociais etc., capazes de entreter e informar. Ora, caro leitor, não cabe, na hora do ENEM, separar a leitura de conhecimentos específicos (história, geografia, matemática, biologia, química, física, sociologia, filosofia etc.), tão pouco conhecimentos específicos da leitura.

O ENEM cobra do aluno a capacidade de reconhecer-se como ser integrante de uma sociedade vigente e de seres pensantes. Cobra resultados de nossas ações e dos outros. Quer saber da nossa opinião, baseada em conhecimentos científicos e nas nossas ideologias. E então adentramos na temida Redação. E é lógico que sabe escrever quem escreve, mas produção textual não depende de sorte e, sim informação. Para produzir a redação do ENEM é necessário o domínio da norma padrão da língua, porém para desenvolver a argumentação do texto a informação é primordial. E como o candidato obterá informações, se não por meio da leitura? Eis que é um grande ciclo simbiótico onde o ENEM torna o candidato dependente da leitura.

 

*Lilian Farias é graduada em Letras/Português pela UPE – Universidade de Pernambuco – , pós-graduada em Linguística pela POSEAD e membro correspondente da ALTO – Academia de Letras de Teófilo Otoni. Autora do livro “Encontros para liberdade”. Colunista do site Literatura de Cabeça(http://www.literaturadecabeca.com.br/); Mágica Literária (http://www.magicaliteraria.com/). Criadora do blog Poesia na Alma (http://lilianpoesiablogs.blogspot.com.br).

**A equipe Infoenem agradece a autora e deixa nosso espaço a disposição para, quem sabe, receber mais artigos da mesma. Será, como está sendo agora, uma honra para nosso portal.