Explorando a Classificação dos Polímeros

Vamos estudar hoje um importante conceito de química, que costuma ser recorrente nas provas do Enem. Vamos falar sobre os polímeros, apresentando a sua definição e também utilizar algumas de suas classificações, uma vez que podemos classificá-los de várias maneiras diferentes.

Para começarmos vamos então definir o que é um polímero. A palavra polímero vem da união dos termos gregos poly, que quer dizer “muitos” e do termo meros, que significa “partes”. Desta maneira, percebemos que são compostos que apresentam “muitas partes”. Mas o que seriam essas partes?

As partes que compõem os polímeros são moléculas pequenas denominada monômeros. Esses monômeros são moléculas constituídas por um único mero, que é a parte que se repete em um polímero. Outro fator importante é o processo de formação dos polímeros. Para ocorrer a formação dos polímeros, é necessária a reação de polimerização, que é dependente do número de meros que está presente na cadeia polimérica.

São inúmeros os tipos de polímeros existentes em nosso planeta, e estes podem ser agrupados de diferentes maneiras. Vamos começar apresentando algumas de suas classificações.

Classificação quanto ao número de monômeros do polímero

Quanto ao número de monômeros que compõem um polímero, podemos classifica-los em homopolímeros ou copolímeros.

  • Homopolímeros: Os homopolímeros são aqueles polímeros derivados de apenas um tipo de monômero. Por exemplo o polipropileno, mostrado a seguir. Este composto é apenas derivado da união do monômero C2H4.

  • Copolímeros: Por sua vez, os copolímeros são compostos derivados de dois ou mais tipos de monômeros. Por exemplo o composto abaixo, derivado dos monômeros C2H4 e C2F4.

Classificação quanto a natureza

Quanto a natureza, podemos classificar os polímeros também de duas maneiras, que são os polímeros naturais e também os polímeros sintéticos. Vamos falar sobre cada um destes compostos.

Polímeros naturais

Os polímeros naturais existem em diversas espécies, tanto animais como nos vegetais, e alguns possuem grande importância para nós seres humanos. Vamos falar sobre os mais importantes destes polímeros que são os carboidratos, proteínas e lipídeos.

  • Carboidratos: São compostos mistos formados por monossacarídeos, que resultam em polissacarídeos. Os principais monômeros são a glicose e a frutose, e os principais carboidratos que destacaremos são o amido, o glicogênio e a celulose.
  • Proteínas: São compostos produzidos a partir de ligações peptídicas de aminoácidos, e algumas são muito importantes para o corpo humano, como a hemoglobina, a queratina e também o colágeno.
  • Lipídeos: Os lipídeos podem incluir as gorduras de maneira geral, e também alguns esteroides, tais como o colesterol, a testosterona e o estradiol.

Outro importante polímero natural é a borracha natural, obtida por meio do látex, que por sua vez é extraído principalmente da seringueira, concentrada na região norte do Brasil.

Polímeros sintéticos

São compostos produzidos em laboratório com a finalidade de reproduzir alguns polímeros naturais. Existem atualmente centenas de polímeros sintéticos, que são muito importantes em nosso dia a dia, tais como a baquelite, presente principalmente em cabos de panela, o teflon, utilizado em panelas como revestimento antiaderente, o polietileno, utilizado em sacolas e plásticos em geral, a borracha dos pneus de carros e ônibus, e assim por diante.

Ainda podemos classificar os polímeros sintéticos em diferentes categorias, mas isso será alvo da nossa próxima postagem. O importante desta postagem inicial é entender o que é o polímero, entendendo também a presença dele em nosso cotidiano e também a sua origem. Essas características serão importantes para a preparação para a prova do Enem!

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Comentários

Explorando a Classificação dos Polímeros • infoEnem | infoEnem | Pesquisas de Química

[…] Fonte: Explorando a Classificação dos Polímeros • infoEnem | infoEnem […]

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *