Justiça nega recurso contra questões anuladas

Nesta quarta-feira (16), o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) manteve a decisão que anulou as questões do Exame Nacional do Ensino Médio apenas para os 639 alunos do Colégio Christus, de Fortaleza, conforme determinação do desembargador federal Paulo Roberto de Oliveira Lima, no dia 4 deste mês.

O recurso, que havia sido protocolado pelo Ministério Público Federal (MPF) na última sexta-feira (11/11), foi negado no plenário por 11 votos a 1. Neste recurso o MPF pedia que as 14 questões voltassem a ser anuladas para todos os alunos que realizaram o Enem 2011, como havia decidido a Justiça Federal do Ceará, através do juiz Luís Praxedes Vieira da Silva, em 31/10.

A novela “vazamento Enem 2011” pode ainda ganhar mais alguns capítulos, pois a decisão mantida pelo TRF-5 na tarde desta quarta-feira é passível de recurso.

Compartilhar

3 Comentários

Marcella

Eu digo “credibilidade” porque fico imaginando se apenas os alunosdeste colégio tiveram mesmo envolvimento com o vazamento das questões…

Responder

Marcella

Pois é, não tem como dar credibilidade ao ENEM. Coitados dos alunos!
Ps: vou copiar para o blog da FECAP, ok?

abs

Responder

infoadm

Nós do infoenem discordamos dessa posição. Quanto a postagem em outra área, pode sim. Contando que cite a fonte e forneça um link para nossa pagina. Abs

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *