Vazamento Enem 2011: Entenda a confusão

Com tantas noticias vinculadas ao vazamento da última edição do Enem, muitas vezes fica complicado entender a sucessão dos fatos.

Segue abaixo um resumo cronológico dos acontecimentos que ganharam os noticiários e que deixaram apreensivos milhões de candidatos que prestaram o exame:

-Dia 22 e 23 de outubro: Aproximadamente 4 milhões de estudantes realizaram o exame nacional do ensino médio em mais de 1500 cidades brasileiras.

-Dia 25 de outubro: O Ministério da Educação (MEC) divulga o gabarito oficial do Enem 2011. Paralelamente, um estudante publica, em redes sociais, fotos de um suposto simulado num colégio de Fortaleza, realizado anteriormente ao Enem,  com algumas questões idênticas as do exame.

-Dia 26 de outubro: Embora tenha negado o vazamento, o MEC confirma a fraude e anula a prova de 639 alunos do colégio Christus, localizada em Fortaleza/CE, determinando a reaplicação do exame aos mesmos.

-Dia 27 de outubro: MEC confirma que questões antecipadas saíram de um pré-teste preparado pelo Inep e aplicado para os alunos do Colégio Christus em outubro de 2010. Ministério público do Ceará entra na justiça pedindo anulação, seja ela de todo o exame ou apenas das 13 questões, para todos os estudantes do país.

-Dia 28 de outubro:  Alunos do cursinho pré-vestibular mantido pelo colégio Christus afirmam que também tiveram acesso as apostilas com as referidas questões. Esses alunos não estavam entre os 639 que teriam que refazer o exame.

-Dia 31 de outubro: A Justiça Federal do Ceará decide anular, em todo o Brasil, as 13 questões antecipadas do Enem 2011.

-Dia 4 de novembro: O presidente do TRF-5, desembargador Paulo Roberto de Oliveira Lima, suspende a liminar que anulava as 13 questões em âmbito nacional, restringindo-a apenas aos alunos do colégio Chistus, que teriam suas notas recalculadas.

-Dia 8 de novembro: O MEC revalida uma questão e anula outras duas, perfazendo  agora um total de 14 questões anuladas.

– Dia 12 de novembro: O Ministério Público Federal (MPF) entra com recurso para que volte a valer a decisão da Justiça Federal do Ceará, que anulava as questões para todo o país.

-Dia 16 de novembro: O TRF-5 nega o pedido do MPF e mantém a anulação restrita aos alunos do colégio de fortaleza.

-Dia 18 de novembro: MPF anuncia que irá recorrer da decisão do TRF-5.

 

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *