Temas da Redação do ENEM

Para quem estudará para o ENEM 2014, o suspense em relação ao tema da redação começa a pairar desde o início dos estudos, e não é para menos, já que dentre tantos assuntos que podem ser abordados, apenas um será e, por isso, o candidato deve estar o mais preparado possível.

Manter-se atualizado acerca das pautas cotidianas atuais, com viés social, é fundamental para estudar para a prova de produção escrita do ENEM, já que sua tradição é a de abordar temas sociais e atuais, como por exemplo, os efeitos da implementação da Lei Seca no Brasil, como foi o caso do ENEM 2013.

A questão da atualidade, por vezes, é questionada por alguns, que não pensam ser atual o tema da redação no contexto da aplicação da prova. Na verdade, no mundo contemporâneo, no qual tudo acontece muito rápido, no qual somos bombardeados por inúmeras informações do mundo todo, a “atualidade” pode ser vista, apenas, como o agora, mas, na verdade, ela é mais extensa.

Isso foi muito discutido na ocasião do ENEM 2012, cujo tema da redação dizia respeito aos movimentos imigratórios para o Brasil, mas devemos salientar que este tema, em geral, estava sendo abordado pela mídia, principalmente impressa e virtual, desde 2011, quando o Haiti foi desvastado por um desastre natural e uma verdadeira onda de haitianos imigrou no país pelas fronteiras do estado do Acre.

Está aí a importância de manter-se atualizado acerca de temas não tão recentes. Como dissemos no texto anterior, reservar um momento para a leitura diária de notícias em meio aos estudos é fundamental e sugerimos que sejam feitas anotações de assuntos e temas relevantes para serem relembrados dias antes do exame.

A preparação e o planejamento da banca elaboradora do ENEM começa muito cedo; mal acaba um ENEM, o próximo já começa a ser idealizado para haver, justamente, tempo hábil para todas as questões serem feitas e selecionadas e para que a proposta de redação seja produzida, por isso temas oriundos de acontecimentos que ocorreram próximos ao exame, normalmente, são descartados para o ano em questão, mas devem ser guardados para o próximo. Portanto, temas relevantes em 2013 podem ser temas da redação do ENEM 2014, por exemplo.

Desde seu nascimento, o ENEM traz como propostas de redação temas sociais e nacionais, isto é, que dizem respeito ao Brasil e à sociedade brasileira; portanto, podemos descartar, para a prova de produção escrita, temas e acontecimentos internacionais. Voltando ao ENEM 2012, a questão da imigração para o nosso país neste século tem a ver com ocorrências internacionais, como a devastação do Haiti, a crise na Zona do Euro, a busca por qualidade de vida dos latinos, mas relacionados ao Brasil, não isolados em seus países. Assim, temas internacionais podem, sim, servir como panos de fundo, contextualização, para o tema da redação do ENEM, que, por sua vez, é sempre relacionado ao nosso país.

A grade de correção do ENEM nos dá uma dica importante em relação ao tema: sempre será algo que peça uma intervenção social, uma proposta de solução, já que esta é a quinta competência avaliada pela banca avaliadora e elaboradora do exame. Além disso, a própria proposta de redação, com seus respectivos textos motivadores e seu viés temático mostrarão ao candidato quais intervenções sociais são possíveis.

Muitas pessoas, após a divulgação das notas, disseram que escreveram muito bem, segundo todas as competências da grade de correção e que, mesmo assim, obtiveram notas aquém do esperado, mas algumas não entendem que devemos, além disso, atingir e superar as expectativas da banca elaboradora que apenas os corretores conhecem. Cada prova de redação, seja do ENEM ou de um vestibular, possui expectativas temáticas e de escrita, de elaboração de texto, para avaliar os candidatos e é isso que deve ser almejado e percebido pela leitura da proposta como um todo. Não adianta escrever um texto gramaticalmente impecável se esta expectativa não for atingida.

Assim, desejamos a todos bons estudos e boas leituras!

 


*CAMILA DALLA POZZA PEREIRA é graduada em Letras/Português pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP – Atua na área de Educação exercendo funções relativas ao ensino de Língua Portuguesa, Literatura e Redação. Foi corretora de redação em grandes universidades públicas. Participou de avaliações e produções de diversos materiais didáticos, inclusive prestando serviço ao Ministério da Educação.

**Camila também é colunista semanal sobre redação do infoEnem. Um orgulho para nosso portal e um presente para nossos leitores! Suas publicações serão sempre às quintas-feiras, não percam!

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Comentários

Glaysianne Caldas Lima

ENEM, uma porta para o nosso futuro!

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *