Saiba o Que É e Como Utilizar a Notação Científica

Sabemos que o controle do tempo é um dos fatores mais decisivos na realização do Enem. Assim, os alunos devem lançar mão de recursos que poupem seu tempo, podendo utilizar esta “sobra” em questões de maior dificuldade.

Na prova de Matemática especificamente, um desses recursos é a notação científica (ou notação em potências de 10), que é, sem dúvidas, o mais aproveitado para o ganho de tempo durante a realização de questões cujos cálculos envolvam números muito grandes ou reduzidos.

A notação científica consiste em modificar a forma de apresentação de um número, o transformando em um número cujo valor absoluto está compreendido entre 0 e 10, seguido de uma potência de 10, cujo expoente será indicado pelo número no qual a notação é empregada.

Para números muito pequenos, devemos aumenta-los até que atinjam um valor dentro da faixa indicada acima, sendo necessário um deslocamento da vírgula para o lado direito do número. Deste modo, devemos contar quantas casas para a direita a vírgula foi deslocada, levando este valor para o expoente com sinal negativo.

Já no caso de números muito grandes, devemos deslocar a vírgula para o lado esquerdo, levando a quantidade de casas deslocadas para o expoente com sinal positivo. Embora sua definição pareça um tanto quanto complexa, veremos em nosso exemplo abaixo que sua utilização é bem simples.

notaca_cientifica

Ademais, a utilização da notação científica torna as operações entre estes números muito mais rápidas, visto que segue as regras de operação envolvendo potências. Por exemplo, a divisão do primeiro valor pelo segundo poderia resultar em alguma confusão, devido à grande quantidade de números envolvidos. Porém, quando se utiliza a notação científica, esta operação torna-se muito mais fácil:

notacao_cientifica1

Também podemos empregar a notação científica em operações de transformação de unidades. Por exemplo, um litro equivale a 103 mililitros, enquanto uma tonelada equivale a 106 gramas ou um micrometro equivale a 10-6 metros.

Assim, percebemos que a notação cientifica, embora vista como “vilã” por grande parte dos alunos, pode se tornar uma verdadeira aliada na resolução de exercícios, gerando um ganho de tempo em relação a outros métodos e reduzindo a possibilidade de erros durante a realização dos cálculos, além de promover com maior facilidade a transformação de valores dentro de uma mesma escala.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *