Saiba Como o Coronavírus Pode Cair no Enem 2020

Em nossa postagem de hoje, vamos tratar sobre um assunto extremamente atual e de grande importância, que é o Coronavírus. Como sabemos, todo o mundo está preocupado com a transmissão deste vírus, e este “medo” aumenta ainda mais a relevância deste assunto. Pensando nisso, vamos abordar a seguir como o Coronavírus pode ser cobrado no Enem, explicando brevemente sua definição, como outras epidemias foram cobradas anteriormente no exame e como este vírus pode ser abordado em Enem futuros.

 

Sobre o Coronavírus

O Coronavírus é uma família de vírus antiga, conhecida desde os anos 60 na China e que causa doenças respiratórias, normalmente leves ou moderadas. O novo Coronavírus provoca nos pacientes doenças respiratórias graves, como febre, tosse e dificuldade para respirar. Além disso, como o surto da doença teve início próximo ao ano novo lunar, período marcado por uma grande movimentação de pessoas pela China e até internacionalmente, o avanço da doença foi ainda mais alarmante.

Já são milhares de casos confirmados, a sua maioria na China, mas também registrados casos em outros países asiáticos, além de Estados Unidos, Canadá e Alemanha. No Brasil, ainda não existem casos confirmados de Coronavírus, mas a situação é de alerta (não só no Brasil, mas mundialmente!) e diversas medidas foram adotadas para impedir a disseminação do vírus, assim como ocorreu com outras epidemias, como a de gripe A, causada pelo vírus H1N1 no ano de 2011.

 

Saiba mais sobre Coronavírus com a explicação interdisciplinar da profa. Priscila (Biologia) e do prof. Caio (Geografia).

Como outras epidemias foram cobradas no Enem?

Como mencionamos na seção anterior, a gripe A foi uma das últimas epidemias mundiais, e como esperado, foi cobrada no Enem. Veja a seguir uma questão do Enem de 2011, que trata da gripe A:

 

Os sintomas mais sérios da Gripe A, causada pelo vírus H1N1, foram apresentados por pessoas mais idosas e por gestantes. O motivo aparente é a menor imunidade desses grupos contra o vírus. Para aumentar a imunidade populacional relativa ao vírus da gripe A, o governo brasileiro distribuiu vacinas para os grupos mais suscetíveis.

A vacina contra o H1N1, assim como qualquer outra vacina contra agentes causadores de doenças infectocontagiosas, aumenta a imunidade das pessoas porque

a) Possui anticorpos contra o agente causador da doença.

b) Possui proteínas que eliminam o agente causador da doença.

c) Estimula a produção de glóbulos vermelhos pela medula óssea.

d) Possui linfócitos B e T que neutralizam o agente causador da doença.

e) Estimula a produção de anticorpos contra o agente causador da doença.

 

Cuja resposta correta é a alternativa E, uma vez que as vacinas são responsáveis pela geração de células de memória, inserindo antígenos ou até mesmo o vírus atenuado, em caráter preventivo.

Além dessa pergunta, poderíamos ilustrar diversas outras questões referentes a epidemias, e o Coronavírus possivelmente será utilizado de alguma maneira em Enem futuros.

Como o Coronavírus pode ser abordado no Enem 2020?

Assim como o vírus H1N1, o Coronavírus pode ser utilizado em questões que abordem a utilização das vacinas, ou ainda que contextualizem a diferença entre vacinas e injeções. Apesar de ainda não termos a real noção das dimensões do Coronavírus, o vírus pode ainda ser abordado para realizar a classificação de epidemias, pandemias e endemias, as quais serão explicadas em breve.

Sendo assim, em nosso artigo de hoje abordamos questões importantes sobre o Coronavírus, além de observar um exemplo de epidemias cobradas em provas do Enem.

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

 

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *