Polícia Federal Confirma Vazamento do Enem 2016, Segundo MPF

No início da tarde desta quinta-feira (1º de dezembro), o Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE) comunicou que recebeu relatório da Polícia Federal – PF – que constata que houve vazamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2016).

De acordo com informações do MPF-CE, a conclusão da Polícia sobre o inquérito é que pelo menos dois candidatos receberam, antecipadamente, os gabaritos do exame, além do tema da proposta de redação. O Ministério Público inclusive reproduziu o trecho do texto da PF que expressa “convicção de que houve crime de estelionato qualificado”.

No segundo dia do exame, domingo (06), participantes nos estados do Ceará e Amapá foram flagrados com o tema da redação, um deles inclusive com o texto pronto numa folha de papel no bolso. Esses mesmos candidato também receberam o gabarito das provas e por mensagem no celular e usavam ponto eletrônico (veja detalhes dos casos).

Na oportunidade o MFP-CE pediu a anulação das notas da redação do Enem. A solicitação foi negada por liminar e o Ministério Público, por meio do procurador da República Oscar Costa Filho, já recorreu. Ele inclusive adiantou que a íntegra do relatório e peças do inquérito serão anexadas ao recurso do MPF que tramita no Tribunal Regional Federal da 5ª Região.

Além dos gabaritos das provas e do tema da redação, as investigações da PF também apontam que participantes tiveram acesso a frase código da prova rosa – “Minha paixão pesa como pedra”, que identifica de fato a cor do caderno, permitindo que os candidatos fraudulentos pudessem preencher o cartão de respostas de acordo com o gabarito transmitido pela quadrilha, independente da cor de sua prova.

De acordo com declaração de Costa Filho, o vazamento compromete o princípio de igualdade que deve ser garantido pelo Enem a todos os candidatos:

Uma quadrilha organizada nacionalmente teve acesso antecipado às provas. Isso compromete a lisura do exame e a própria credibilidade da logística de segurança que vem sendo aplicada.

Mais detalhes sobre o caso devem ser esclarecidos ainda hoje pelo procurador. Qualquer novidade será publicada de antemão aqui no Portal infoEnem.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *