O Estado Novo de Getúlio Vargas

Getúlio Vargas foi um importante presidente do Brasil, que realizou diversos feitos para a construção nacional, mas também foi alvo de muitas críticas. Ele permaneceu quinze anos no poder e, após abordar o governo provisório e o constitucional, hoje estudaremos seu último período: o Estado Novo, que durou de 1937 a 1945.

No Golpe de Estado em 1937, Vargas se manteve no poder para defender a ordem e o progresso do país, com o apoio das Forças Armadas. A população foi influenciada através de uma propaganda contra o Comunismo, que defendia que o governo dele seria a melhor solução para impedir que a “ameaça” invadisse o país. A partir de então teve início a ditadura.

Assim, o Presidente invalidou todo o Congresso Nacional, desfez a Assembleia Legislativa e as Câmaras Municipais e impôs ao povo uma nova Constituição, chamada de Polaca, tinha como base a Constituição da Polônia, com ideais nazistas. Além disso, a censura foi fortemente implantada nos meios de comunicação, como rádios, jornais, cinema, músicas – em toda a imprensa, de maneira geral – para que a oposição e os críticos não pudessem se expressar e interferir em seu governo. Neste período, foi criado o DIP, Departamento de Imprensa e Propaganda, responsável por realizar este controle.

Para fortalecer os ideais desse novo Estado que Getúlio estava criando, era necessário acabar com o liberalismo econômico, caracterizado pela desvinculação total da economia de tudo o que seja externo a ela, através da intervenção estatal em tudo o que envolvia o setor econômico brasileiro. A partir disto, passa-se a sentir a necessidade de desenvolver cada vez mais o país nesse âmbito, sendo criados o Conselho Nacional do Petróleo, o Conselho Federal do Comércio Exterior e a Coordenação de Mobilização Econômica (esta foi criada em 1942, devido à entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial).

Em 1943, foi criada a Consolidação das Leis Trabalhistas, a CLT, que proporcionou diversas melhorias para os trabalhadores brasileiros, como a carteira de trabalho, restrição de 8 horas da jornada trabalhista, salário mínimo, descanso semanal e a regulamentação do trabalho infantil e feminino. Ele também colocou em prática a medida do estado de emergência, que permitia que o Estado pudesse entrar à força na casa das pessoas e prendesse aqueles que fossem contra o governo. O Cruzeiro foi instalado como moeda oficial e a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e a Vale do Rio Doce foram criadas no mesmo período.

Na Segunda Guerra Mundial, Vargas apoiou os Aliados – EUA, Inglaterra e União Soviética – enviando a Força Expedicionária Brasileira e, com a vitória dos mesmos, o povo começou a negar o governo ditatorial e clamar por uma democracia. Em outubro de 1945, Getúlio foi deposto pelos militares e Eurico Gaspar Dutra assumiu o poder, eleito pela população.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *