Lixo – Classificação, Descarte e Reciclagem

Se prestarmos atenção na quantidade de lixo que descartamos diariamente, veremos o quanto prejudicamos o meio ambiente em que vivemos. Neste artigo vamos abordar mais detalhadamente o assunto.

Classificação do Lixo

Pode ser domiciliar, industrial, hospitalar ou tecnológico. Além disso, há ainda uma divisão mais básica, em orgânico ou inorgânico.

Orgânico é aquele que possui origem animal ou vegetal e inorgânico o que não possui. Este último é produto exclusivamente das ações humanas, portanto, a natureza não está preparada para decompor este excesso de materiais em um curto período. Alguns resíduos que descartamos podem levar milhões de anos para se decomporem, período muito maior do que o da vida humana. Logo, a quantidade de lixo presente no solo, rios, oceanos e na atmosfera cresce em um ritmo muito maior do que o da vida humana.

Classificação – Lixões e Aterros

Quando descartamos algum material, ele pode ter três destinos diferentes. Em locais com menos infra-estrutura são os chamados lixões, que causam a poluição de todo o ambiente em seu entorno.

Outra possibilidade são os aterros sanitários, onde o lixo é enterrado e compactado (Neste artigo você pode entender as diferenças entre lixão e aterro).

Reciclagem

A melhor das opções, no entanto, é a reciclagem, que é feita principalmente com papel, plástico, vidro e metal (inorgânico). Entretanto, nem todos os materiais são recicláveis e grande parte das cidades não possui coleta seletiva, o que dificulta muito esse processo.

Exemplo de triagem do lixo com diferentes latas para cada tipo.

Consequências da Destinação Incorreta

O descarte de lixo em locais inapropriados pode causar uma série de consequências. Além dos diferentes tipos de poluição, o lixo atrai animais que transmitem doenças, prejudica a fauna e flora do entorno, culminando em uma série de consequências negativas de maior escala para o planeta e a vida nele.

Contribui para as mudanças climáticas, como o aquecimento global; para a extinção de espécies; para a disseminação de doenças e diminuição da qualidade de vida.

Embora isso seja sabido, vivemos em uma sociedade em que o consumo é extremo e os três principais meios de reduzir a geração de lixo, a redução, reutilização e reciclagem, não são praticados como deveriam ser.

Portanto, a grande questão está em repensar as nossas atitudes em relação ao meio em que vivemos a fim de preservar suas condições naturais e não contribuir com estas consequências negativas.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Comentários

Lixo – Classificação, Descarte e Reciclagem • infoEnem | infoEnem | Pesquisas de Química

[…] Fonte: Lixo – Classificação, Descarte e Reciclagem • infoEnem | infoEnem […]

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *