Inep Testou Qualidade da Impressão das Provas do Enem 2017

Na última sexta-feira (02), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) realizou uma simulação geral para testar a qualidade de impressão das provas do Enem 2017 – Exame Nacional do Ensino Médio.

O procedimento foi realizado na gráfica vencedora da licitação para rodar os cadernos do exame e evolveu, além da própria impressão, o manuseio e a expedição das provas personalizadas, ou seja, contendo o nome e número de inscrição do candidato, conforme uma das novidades da edição deste ano (saiba mais).

De acordo com detalhes informados pela Assessoria de Comunicação Social do Inep, o teste envolveu a impressão de provas de 60 mil participantes do Enem 2016 já adaptadas as novidades que serão introduzidas em 2017.

Durante o evento, que reuniu representantes do Inep, do consórcio aplicador e do Ministério Público Federal, todos puderam conferir de perto processos como a recepção de arquivos e tratamento de dados; a produção e customização do caderno de cada candidato; a confecção de material de aplicação e de dados variáveis; bem como o transporte das áreas de produção para as de manuseio.

Além disso, também foi feita uma demonstração da forma de uso dos lacres eletrônicos, do formulário com identificação biométrica, do despacho das provas e das fases de controle exigidas neste momento.

Ao final do encontro, a presidente do Inep Maria Inês Fini também participou por videoconferência. Em sua fala, ela destacou a importância da simulação e da transparência dos processos, especialmente para com o Ministério Público:

É uma oportunidade de construirmos argumentos de defesa da necessidade da qualidade deste serviço.

Fonte: Portal MEC

 


Comece sua preparação para as provas do Enem 2017 agora mesmo. Clique aqui e saiba como!

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Comentários

Genivaldo

Mudanças aconteceram para economizar e gastam dinheiro fazendo teste. Cada coisa que a gente vê. E ainda por cima dizem querer evitar vazamento, desse jeito não funciona mesmo.

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *