Física para o Enem: Conceitos Básicos sobre Cinemática

Muitas vezes, por falta de informações iniciais importantes, diversos estudantes e vestibulandos acabam experimentando dificuldades que seriam facilmente sanadas caso conceitos básicos fossem mais bem trabalhados no começo dos estudos.

Um exemplo muito claro disso é a Cinemática, parte da mecânica que estuda os movimentos sem se preocupar com suas causas, que são as forças.

Pensando nisso, separamos alguns conceitos básicos simples, mas extremamente importantes, para quem precisa se aprofundar nos estudos da cinemática, claro, da própria mecânica.

Cinemática: conceitos básicos

Vamos lá?

  • Referencial:  O referencial nada mais é do que o corpo ou o local no qual são feitas as observações dos fenômenos físicos. E ter esse conceito em mente faz toda a diferença em diversos exercícios e questões. O exemplo mais clássico é a diferença de um passageiro de um e de um pedestre, na parte de fora. Outro exemplo clássico é as diferentes visões quando comparamos um expectador de um determinado movimento estando na superfície da terra e de outro estando na superfície da lua.
  • Movimento e repouso: Estando com o conceito básico sobre referencial em mente, fica fácil entender que movimento e repouso são conceitos relativos e não absolutos. Afinal, em várias situações podemos identificar que para alguns observadores teremos movimento e para outros, não. Uma bola na mão de um passageiro que está num trem em movimento está em repouso. Já para um expectador na parte de fora, a bola estará em movimento.
  • Direção: nada mais é do que a reta que está contido algum conceito ou movimento. Lembre-se que uma reta não tem nem começo nem meio e nem fim. Por isso, a direção de um movimento, por exemplo, pode ser dada como horizontal, vertical ou inclinada.
  • Sentido: Já o sentido é a orientação que temos do conceito ou do movimento dentro da reta (direção). Por exemplo, esquerda ou direita para a direção horizontal e para cima e para baixo na direção vertical.
  • Trajetória: por último, vamos falar da trajetória, que podemos considerar como sendo o caminho descrito por um determinado corpo que se movimenta em relação a um dado referencial. É importante ressaltar que, assim como movimento e repouso, esse conceito também é relativo, pois podemos ter referenciais diferentes que terão visões diferentes de um dado movimento.

Essas foram as dicas de hoje.

Com esses conceitos simples, mas muito importantes, certamente você está preparada para começar a se aprofundar nos estudos da cinemática.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *