Estudando e Compreendendo o Mundo Islâmico

No dia em que presenciamos mais uma tragédia com dezenas de mortos e feridos decorrente do ataque terrorista ocorrido em Bruxelas, capital da Bélgica, o assunto do principal artigo do Portal infoEnem não poderia ser outro senão o povo islâmico, do qual surgiram os principais grupos terroristas. Nos próximos parágrafos vamos rever sucintamente sua história desde o início.

Vivendo em uma região extremamente quente e seca, os árabes formaram uma sociedade baseada no islamismo, religião fundada por Maomé e que expandiu seu território através das guerras santas, chamadas djihad.

Segundo o Islã, Ismael, filho de Abraão, estava perdido no deserto com sua mãe. Então o anjo Gabriel apareceu e fez surgir uma fonte para satisfazer sua sede e uma pedra para descansar. A Caaba consiste no local onde ficaram a fonte e a pedra, além de representações das divindades do politeísmo árabe que existia antes do islã, e Maomé pertencia à família responsável por cuidar dela. Um dia ele viu o anjo e este escolheu-o como um profeta.

O islã representa a submissão a Alá e grande parte da população, além dos sacerdotes, era contra tal religião, portanto Maomé foi obrigado a fugir de Meca, episódio que ficou conhecido com Hégira. Maomé, que fora para Medina, ao voltar para Meca e conquistá-la, contribuiu para aumentar ainda mais a quantidade de muçulmanos.

O livro que representa essa religião é o Corão, que contém todos os seus preceitos. Segundo ele, Alá é o único deus e só é possível chegar a ele por meio do profeta, Maomé; é preciso fazer 5 orações por dia; fazer jejum no mês do Ramadhan; dar esmolas e fazer peregrinação em Meca.

Com a morte de Maomé, sucederam-no os Califas, que fizeram uma divisão da região em Bagdá, Cairo e Córdoba, exercendo todos os poderes do Estado teocrático.

islamismo_expansao
legenda_islaOutra particularidade do Islamismo é sua divisão em grupos geradas por diferentes interpretações, como por exemplo os sunitas, que defendem o poder do califa, e xiitas, que afirmam que o poder deve ser exercido somente por um descendente de Maomé. Tais divergências são um dos principais fatores que geram conflitos na região até hoje.

A expansão do islamismo continuou, através de conquistas e guerras contra os infiéis, com a conversão de partes da África, da Espanha e da Índia.

Islamismo, Atualidades e Enem

Como já é sabido, o Enem sempre exige, em muitas de suas questões, temas e acontecimentos relacionados a atualidades nos vários aspectos da realidade do Brasil e do mundo. Neste sentido, a constante turbulência entre os países islâmicos torna-se um prato cheio para o exame. E como episódios como o desta terça-feira na Bélgica têm sido assumidos, em muitos casos, pelo grupo terrorista Estado Islâmico, recomendamos a leitra deste artigo que ilustra como o Enem pode abordar o tema, mostrando uma questão da prova de 2015 sobre o EI. De quebra a resolução do professor Bruno ainda traz uma explicação detalhada sobre a organização. Vale a pena conferir!

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Comentários

alessandra

Adorei!

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *