Estudando e Compreendendo a Revolução Russa

No início do século XX, a Rússia ainda era governada por um monarca absolutista, o czar, além de possuir uma economia basicamente rural. Durante o governo de Nicolau II, o país começou a se industrializar devido a investimentos europeus. No entanto, essas indústrias apresentavam condições de trabalho insalubres, o que fez com que os milhões de trabalhadores começassem a se organizar para reivindicar melhorias.

Surgiu então o Partido Operário Social Democrata, baseado em ideais marxistas, no socialismo em defesa do proletariado. Contudo, seus líderes, como Georgi Plekhanov, Lenin e Trotsky, foram perseguidos e expulsos.

Em 1903 o partido se dividiu em dois: bolcheviques e mencheviques. Os mencheviques acreditavam que era necessário esperar um maior desenvolvimento do capitalismo para chegar ao poder, enquanto os bolcheviques queriam atingi-lo imediatamente, formando uma ditadura do proletariado.

Em 1905, após a derrota em uma guerra com o Japão, os trabalhadores começaram a fazer protestos e greves contra o absolutismo. No chamado Domingo Sangrento, Nicolau II mandou seu exército fuzilar milhares de manifestantes. Nesse momento surgiram os sovietes, organizações políticas de trabalhadores.

revolucao_russa

Em 1914, mesmo com a crise pela qual o país passava, o czar decidiu participar da Primeira Guerra Mundial, causando grandes prejuízos e aumentando ainda mais a insatisfação popular. Em março de 1917 os oposicionistas conseguiram tirar o czar do poder.

O início da Revolução, chamado de Revolução Branca, caracterizou-se por um governo provisório do príncipe Lvov com Alexander Kerensky como Ministro de Guerra. Poucas medidas foram tomadas e o país continuava na guerra.

Lenin, que havia sido expulso, voltou para a Rússia e, junto com o Partido Bolchevique, publicou as Teses de Abril, sugerindo a formação de uma república dos sovietes. Em 1917, tomaram o poder, formando o Conselho dos Comissários do Povo. Se inciou então o segundo período, a Revolução Vermelha, no qual a Rússia se retirou da guerra, as propriedades privadas foram confiscadas e as empresas nacionalizadas.

Em 1918, os grupos contrários ao socialismo, com apoio das potências europeias que temiam que os ideais revolucionários se espalhassem, começaram uma guerra civil. Porém Trotsky compôs um exército bolchevique que saiu vitorioso, o chamado Exército Vermelho. Mesmo após a guerra, houve forte repressão aos oposicionistas – liderados por Stálin – e o único partido permitido era o Partido Comunista.

Após a vitória bolchevique, era necessário restabelecer a economia que estava devastada. Para isso, foi criada a Nova Política Econômica (NEP), que possibilitou que o comércio voltasse a funcionar, assim como as empresas privadas.

Em 1922, foi criada a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), que ficou responsável por fortalecer a economia e defender os países integrantes da pressão internacional. No início Lenin estava no poder. Com sua morte, Trotsky e Stalin começaram a disputar e este último assumiu.

Com Stalin, a URSS se tornou a segunda potência econômica mundial, com uma indústria forte, agricultura desenvolvida e mecanizada, além do grande desenvolvimento na educação. Entretanto, ainda havia uma ditadura em que milhares de pessoas foram torturadas e mortas.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *