ESTUDANDO A PROBABILIDADE NA GENÉTICA

O assunto a seguir costuma ser cobrado nos mais diversos vestibulares, assim como no Enem. Estudar a probabilidade de eventos na genética requer a mistura de conhecimentos em duas disciplinas (Matemática e Biologia), e é isso que faremos a seguir! Serão apresentadas algumas definições importantes, além da explicação sobre o cálculo.

Falando de genética, devemos entender primeiramente o que é um gene. Os genes são pequenas partículas que carregam o material genético (DNA) e que produzem proteínas que transmitirão o material genético dos pais para os filhos.

O nosso interesse será nos genes alelos, que são pares de genes, os quais se unem de maneira a formar uma determinada característica do filho. Nesse par, um gene é proveniente da mãe (do óvulo), e o outro é transmitido pelo pai (através do espermatozoide).

Genes Alelos Recessivos

Os genes alelos podem ser classificados de diferentes maneiras, as quais vamos citar a classificação quanto a dominância. Os genes alelos recessivos são aqueles em que a característica física (fenótipo) se manifesta somente em situações onde não existem genes dominantes. Os genes recessivos são representados por letras minúsculas (aa, bb e vv) e como falamos, a característica física só será expressa em situações de homozigose, que são justamente os pares que mostramos acima!

Os genes recessivos estão ligados a características como olhos azuis, cabelos ruivos e loiros, nariz reto, incapacidade de enrolar a língua, entre outros. E também a algumas doenças, tais como a miopia, o daltonismo, o albinismo e a hemofilia.

Genes Alelos Dominantes

Já os genes alelos dominantes são representados por aqueles em que a característica do fenótipo ocorre em sua presença, seja em casos onde os pares são iguais (homozigose), ou casos em que existem um gene dominante e um recessivo, o que recebe o nome de heterozigose! Os genes dominantes são representados pelas letras maiúsculas (AA, BB e VV), porém, a sua característica fenotípica será representada pelos pares AA, Aa, BB, Bb, VV e Vv.

Entre as características associadas aos genes dominantes estão: Lábios grossos, cabelo e olhos escuros, calvície, polegar e dedo mindinho curvados, entre outros. E também doenças associadas, como polidactilia e doença de von Hippel.

Como foi mostrado, as características estão associadas aos genes dominantes e recessivos e, portanto, de cada cruzamento de genes teremos probabilidades diferentes para a ocorrência do evento. Para isso, vamos considerar a possibilidade de um filho possuir olhos azuis, cujo gene formador é homozigoto recessivo (aa), e os pais possuem olhos castanhos, com genes heterozigotos dominantes (Aa). Desta forma, vamos agrupar as combinações possíveis na tabela a seguir:

Dessa forma, temos um caso homozigoto recessivo, que resultaria em um filho de olhos azuis, enquanto temos um evento homozigoto dominante e dois heterozigotos, também dominantes. Assim, temos quatro eventos possíveis, sendo que em um deles temos o caso desejado. A probabilidade desta ocorrência é então:

Enquanto que a probabilidade de os olhos serem castanhos representa os 75% restantes. Portanto, a probabilidade de ocorrência de determinadas características físicas está diretamente ligada com a dominância dos genes dos pais.

Com isso, é possível utilizar os seus conhecimentos em matemática para realizar as combinações possíveis, além de determinar a chance de sua ocorrência.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *