Estudando a Diferença Entre Migração, Imigração e Emigração

Vamos estudar em nossa postagem de hoje sobre importantes conceitos relacionados a geografia, que são: a migração, imigração e a emigração. Estes conceitos, embora sejam semelhantes, representam ações totalmente diferentes. Desta forma, vamos definir estes três conceitos, explicando sobre a sua ocorrência e importância para o dia a dia.

Em nossa história, os movimentos migratórios estão presentes desde os tempos mais remotos. Seja em busca de alimento, ou devido a condições climáticas, até mesmo fugindo de guerras em seus países, o certo é que a migração ocorre muito e constantemente.

De modo a classificar esses movimentos, foram criadas três diferentes subcategorias, que são: migração, imigração e emigração. Sendo assim, vamos estudar cada uma delas, explicando o seu conceito e também ilustrando através de exemplos.

Migração

O termo migração é utilizado quando o movimento migratório ocorre dentro de um mesmo país ou território. Ou seja, este é um tipo de movimento que não cruza fronteiras políticas. Embora possa ser encontrado o termo migração relacionado a mudanças para outros países (o que também pode ser utilizado), quando combinamos o uso destes três termos selecionamos a migração para movimentos internos.

Um exemplo interessante de migração pode ser visto no Nordeste brasileiro. Nesta região, em algumas localidades, os habitantes têm a necessidade de se deslocarem em busca de água, fugindo da seca. Desta forma, dizemos que essas pessoas são migrantes, pois estão se deslocando dentro da mesma região.

Podemos também classificar as migrações quanto ao tempo de deslocamento, da seguinte maneira:

  • Migrações pendulares: são as migrações que ocorrem todos os dias, tais como o deslocamento de uma cidade para a outra, para trabalhar ou até mesmo estudar. Este é o tipo de migração mais comum, uma vez que grande parte da população precisa se deslocar em função dos motivos acima citados;
  • Migrações temporárias: as migrações temporárias são aquelas que acontecem em um intervalo de tempo maior, porém com prazo de retorno estipulado. Por exemplo, os trabalhadores agrícolas que se deslocam a uma fazenda para trabalhar na safra de soja. Sabe-se que ao término do período de produção estes trabalhadores irão retornar para suas casas e;
  • Migrações indeterminadas: Estas migrações ocorrem em intervalos de tempo maiores, e não há prazo estipulado para a volta. Nestas situações, as pessoas podem permanecer por toda a vida em sua nova localização.

Dentro do conceito de migrações indeterminadas, dois dos tipos mais comuns são as imigrações e as emigrações.

Imigração e Emigração

Como mencionamos, a imigração e emigração são movimentos migratórios indeterminados, pois na maioria das vezes as distâncias envolvidas são elevadas e, em alguns casos, não há a possibilidade de volta.

O termo imigrante é utilizado quando a pessoa está chegando em um determinado local para ali continuar a sua vida. Quando a pessoa está deixando a sua localidade inicial, é utilizado então o termo imigrante. Por exemplo, você irá se mudar da sua cidade atual para uma outra, em outro país. Em sua cidade atual você será um emigrante, pois deixará a localidade. Já em sua nova cidade, você será um imigrante, pois estará iniciando a sua vida na nova região.

Portanto, apresentamos os conceitos relacionados aos movimentos de migração. Além disso, foram apresentados os tipos de movimentos migratórios, que estão presentes na vida da grande maioria das pessoas e também dos animais!

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *