Entenda os Motivos da Proclamação da República no Brasil

Ontem comemoramos os 126 anos da república no Brasil. Assim sendo, optamos, no artigo hoje do Portal infoEnem, por falar um pouco sobre essa data tão importante da história do nosso país.

A proclamação da República Brasileira pode ser definida como um golpe político-militar, oficializado em 15 de novembro de 1889, no Rio de Janeiro, capital do Império do Brasil na época. Este levante destituiu o então imperador D. Pedro II de seu cargo, pondo fim a monarquia parlamentarista do Império e instituindo uma república presidencialista, cujo primeiro presidente foi o principal líder do movimento, Marechal Deodoro da Fonseca.

Embora tenha sido o único a obter sucesso, tivemos mais eventos de cunho republicano que ocorreram por aqui, como por exemplo a Confederação do Equador (1824) e também a Revolução Farroupilha (1839), que possuíam características claramente republicanas, sendo contra o regime absolutista comandado por D. Pedro nestes períodos.

Uma das razões que pode explicar o sucesso da última revolução é o fato de que o governo de D. Pedro II não possuía apoio em praticamente nenhum setor da sociedade naquela época.

No início da década de 1880, D. Pedro já havia perdido o apoio da igreja, no episódio que ficou conhecido como “questão religiosa”, em virtude de prisões e perseguições a bispos e integrantes da igreja que condenavam a prática da maçonaria, permitida durante o império.

O governo também já não contava mais ajuda dos militares, principalmente após a Guerra do Paraguai (1864-1870), na qual a base militar ganhou prestígio no ambiente social, fazendo com que parte de seus integrantes tivessem a ambição de adquirir importância política durante o período.

Em meados da década de 1880, o governo era sustentado principalmente pelos cafeicultores do vale do Paraíba, que eram grandes latifundiários e contavam com mão de obra escrava. Com a assinatura da Lei Áurea (1888), D. Pedro não só perde o único apoio que o mantinha no governo, mas também adquire novos opositores, os republicanos do treze de maio.

A soma de todos esses fatores garantiu o sucesso do golpe liderado por Marechal Deodoro, que mobilizou suas tropas, cercou os ministros imperiais e exigiu a deposição do rei. Em 15 de novembro daquele ano, o republicano José do Patrocínio oficializou a proclamação da República. Assim foi a instauração da república federativa do Brasil, que como deve saber, perdura até hoje.

Após a saída de Marechal Deodoro, teve início a época conhecida como “política do café com leite”.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




8 Comentários

Raul Nunes

Horrível e muito certinha essa explicação, e o ciume do exercito em relação à Marinha? om Pedro não tinha apoio? Não é o que dizem os relatos na biblioteca nacional, ele tinha enorme apoio popular e ele não tinha o apoio dos cafeicultores por isso, também foi deposto. Agora só me falta dizerem que Tiradentes foi mesmo um herói. Vamos escrever a historia como ela é sem viés politico ou ideológico.

Responder

SAD BOY

MELHOR DO QUE FREE FIRE KKKKKK

Responder

SAD BOY

MELHOR DO QUE FREE FIRE KKKKKK

Responder

eric

top

Responder

eric

gostei,TOP!!

Responder

Antonio B. Ribeiro

Obrigado pelo acesso à história da Proclamação da Republica Federativa do Brasil. No resumo, além da perseguição de D. PEDRO II, Aos Líderes da Igreja Católica ; teve também o Levante liderado pelas forças armadas, isto é, o Exército Brasileiro, que esteve à sua frente, o então Marechal de ferro, o Sr. Marechal Deodoro da Fonseca.

Responder

camilly

tenho uma duvida a pergunta e oque ocasionou a Ploclamação da republica

Responder

lucas

Obrigado me ajudou muito

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *