Enem 2017 PPL é Cancelado em 13 Locais Por Greves e Rebeliões

Aplicação do Enem 2017 PPL – Exame Nacional do Ensino Médio Para Pessoas Privadas de Liberdade, que encerrou na quarta-feira (13) desta semana, foi marcada pelo cancelamento das provas em 13 locais por greves e rebeliões nas unidades prisionais.

De acordo com informações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) em nota oficial divulgada pela sua assessoria de comunicação social, todos os casos ocorreram no primeiro dia de realização:

(…) aplicação precisou ser cancelada em nove unidades prisionais de Maceió (AL), e uma em Girau do Ponciano (AL), em função de greve dos agentes penitenciários. Em uma unidade prisional de Itaitinga (CE) e, em uma unidade em Cascavel (PR), a aplicação foi cancelada por causa de rebeliões. Outra ocorrência foi registrada em Rio Branco (AC), onde um detento não inscrito tentou se passar por participante. Apenas uma pessoa foi eliminada, por descumprimento às regras gerais do edital.

Ainda conforme comunicado do Instituto, na quarta-feira as provas não foram realizadas nas mesmas localidades em que houve problemas nos estados do AL, PR e CE, sendo que haverá uma nova aplicação em data ainda não definida para candidatos destas unidades.

Com relação a participação dos mais 31,7 mil encarcerados e jovens sob cumprimento de medidas socioeducativas inscritos no Enem PPL, 74% do total realizaram o exame no primeiro dia, enquanto o registro da segunda data foi de 70%.

Além do Enem 2017 PPL, nos dias 12 e 13 também ocorreu a segunda aplicação para candidatos que tiveram as provas suspensas num dos dois domingos em novembro. Não houve relatos de ocorrências nesse caso.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *