Enem 2017 Pode Ser Cancelado Por Falta de Detectores de Metal

Conforme matéria publicada no jornal O Globo na semana passada, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2017), marcado para os dias 5 e 12 de novembro, pode ser cancelado por falta de detectores de metal.

O uso do material consiste numa das medidas de segurança obrigatórias para evitar que os candidatos acessem as salas de provas com equipamentos eletrônicos como pontos e celulares, para prevenção contra fraudes.

Conforme a fonte desta matéria, o governo deve acionar a justiça com ação para que o Cebraspe – Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos, antigo consórcio responsável pela aplicação do Enem, repasse 81.376 detectores para realização das provas deste ano.

Até o momento o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) não possui a quantidade necssária de aparelhos para garantir a segurança de todos os locais de prova, o que motivou a disputa com o Cebraspe.

De acordo com informações do Inep concedidas para O Globo, a quantia de R$ 17,1 milhões foi repassada pelo governo ao consórcio entre 2014 e 2016 para compra dos equipamentos e uso no exame nacional.

Vale mencionar que a disputa já está na justiça, sendo que o Cebraspe ganhou liminar que o reconhece como proprietário do material quando o Inep alegou ser o detentor oficial dos detectores de metal em questão.

Em sua ação inicial o Instituto responsável pela aplicação das provas citou “o risco de anulação de todo o exame” caso o Cebraspe não forneça os detectores. Além disso, também afirmou que casos de suspeita de fraude, cuja possibilidade aumenta muito sem tal procedimento de segurança, podem suspender ou até mesmo paralisar programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade Para Todos (Prouni), que usam as notas do Enem para ingresso no ensino superior, prejudicando milhões de candidatos.

Os representantes do Inep ainda não decidiram se vão entrar com recurso no Supremo Tribunal de Justiça (STJ) ou no Suprem Tribunal Federal (STF). Assim que forem divulgadas mais informações sobre o assunto, publicaremos em primeira mão aqui no infoEnem.

Fonte: oglobo.globo.com

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




6 Comentários

Bruno de Oliveira Chaves

Acredito que possamos ter uma solução bem simples, apenas usar o detector de metais na entrada dos locais de prova, adiantar a entrada para suprir a demanda de alunos. Mesmo com detector de metal ainda há probabilidades de falhas. pois em aeroportos seguros com um grande sistema e equipamento ainda tem uma porcentagem minima mais não 0 de erros. ( O governo poderia usar os equipamentos de suas forças defensoras.) acredito que não se possa parar um evento de tal magnetude como o enem.

Responder

Marcus

Se cancelar VAMOS PARAR O BRASIL!

Responder

Feliposo

Vai rolar guerra tigrão

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *