Diferença Entre Furacão, Ciclone, Tornado e Tufão

O conteúdo que vamos aprender a seguir costuma gerar muita confusão. Saber a diferença entre os fenômenos citados no título não é uma coisa muito corriqueira, já que apresentam muitas semelhanças. Sendo assim, buscamos esclarecer nesta postagem a diferença entre furacão, ciclone, tornado e tufão, indicando as principais características de cada um.

Quando falamos nestes quatro fenômenos, o que mais encontramos são semelhanças. Todos são entendidos como ondas de vento de muita intensidade, que levam destruição por onde passam, assim como os terremotos ou abalos sísmicos. Além do mais, apresentam formato giratório. Como esses fenômenos não ocorrem no Brasil (ou ocorrem muito raramente, já que em algumas vezes aconteceram ciclones por aqui), não estamos familiarizados com cada termo, portanto vamos explicá-los caso a caso.

Os tufões e os furacões são classificados como subtipos de ciclones. Sendo assim, o nosso primeiro objetivo será diferenciar um ciclone de um tornado!

Tornado

Os tornados são movimentos giratórios do ar, cujo diâmetro total gira em torno de 1 km, dificilmente ultrapassando os 2 km de diâmetro total. Apesar disso, apresentam elevadíssimas velocidades, as quais podem chegar a casa dos 500 km/h, possuindo assim um grande potencial de destruição. Os tornados costumam ocorrer na parte final da tarde, pois é um período de maior instabilidade atmosférica, e costuma acontecer principalmente na região central dos Estados Unidos, além de países da América do Sul, como Argentina e Uruguai, podendo chegar até ao sul do Brasil. Veja na imagem abaixo um exemplo de tornado:

Ciclone

O ciclone, assim como o tornado, consiste num movimento de ar giratório de elevada destruição. No entanto, atinge uma área muito maior, chegando a centenas de quilômetros. Além disso, apresenta menores velocidades, que estão em torno dos 100 km/h, o que já é o suficiente para levar muita destruição. Veja a seguir uma ilustração de um ciclone:

Observando as imagens, temos a principal diferença entre um ciclone e um tornado. Enquanto os ciclones podem atingir até 1000 km de diâmetro, sendo possível a sua observação por satélite, os tornados possuem diâmetros muito menores, sendo possível observá-los em nosso campo de visão. Além disso, as velocidades dos tornados são maiores, quando comparadas aos ciclones.

Entendido isso, falaremos agora sobre os ciclones. Os ciclones podem ser divididos entre tropicais e extratropicais. Como o nome sugere, os extratropicais costumam ocorrer em áreas de latitude média, enquanto os tropicais ocorrem em áreas entre os trópicos, o que lhes confere uma alta pressão e elevado calor em seu núcleo. Dois exemplos de ciclones tropicais são os tufões e os furacões.

O que difere os tufões e os furacões é unicamente a região onde acontecem, uma vez que foram denominados de diferentes maneiras, permanecendo estes nomes até hoje!

  • Tufões: São ciclones tropicais que se formam no Oceano Pacífico, próximo ao Japão e ao sul da Ásia, de maneira geral.
  • Furacões: São os ciclones tropicais formados no norte do Oceano Atlântico, principalmente no Mar do Caribe e no Golfo do México, próximo ao litoral da América do Norte.

Assim, entendemos as diferenças entre estes quatro fenômenos que sempre são noticiados. Entendemos que a diferença principal entre ciclones e tornados está relacionada ao seu tamanho, enquanto que os furacões e tufões são o mesmo tipo de ciclone tropical, somente com diferença no nome!

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *