Diferença Entre Faculdade, Universidade e Centro Universitário

Quando nos deparamos diante da escolha do curso superior e consequentemente da profissão que pretendemos exercer durante toda a vida, existem inúmeras variáveis que levamos em consideração, como custos, dificuldade de acesso, distância, afinidades, período etc.

Nesse momento tão importante, é fundamental não deixar nenhuma dúvida pendente. Assim sendo, publicamos este artigo aqui no infoEnem para deixar claro para os vestibulandos qual a diferença entre Faculdade, Universidade e Centro Universitário. Antes de ressaltar as características de cada um deles, é importante lembrar que todos são instituições de ensino superior, ou seja, seus formandos são graduados.

Agora, sim! Vamos lá?

Faculdade

As faculdades apresentam um número pequeno de áreas do conhecimento. Inclusive, em diversas vezes, são extremamente especializadas e, justamente por isso, oferecem poucos cursos. E, todos eles, evidentemente, ligados às áreas de atuação da instituição.

Outra diferença bastante relevante é que, ao contrário de centros universitários e universidades, as faculdades, quando pretendem lançar algum curso novo, necessitam pedir autorização do Ministério da Educação (MEC). Em outras palavras, podemos dizer que elas não têm autonomia para criar novos programas de ensino.

As faculdades devem cumprir a seguinte exigência:

  • Cada professor que compõem o corpo docente deve possuir, pelo menos, pós-graduação lato sensu.

Centro Universitário

Assim como as universidades (que falaremos abaixo), os centros universitários têm graduações em diversos campos do conhecimento e autonomia para criar cursos novos no ensino superior.

Em geral, são bem menores do que as universidades e têm menos exigência de programas de pós-graduação. No entanto, há algumas regras que eles precisam cumprir:

  • Ter, no mínimo, um quinto dos professores contratados em regime de tempo integral
  • Ter, pelo menos, um terço do corpo docente com mestrado e/ou doutorado.

Universidade

As universidades, sem dúvida alguma, são as mais completas e complexas instituições de ensino superior, pois oferecem, obrigatoriamente, atividades de ensino, de pesquisa e de extensão (atendimento ou serviços destinados à comunidade) em diversas áreas do conhecimento. Além disso, elas têm autonomia e podem criar cursos sem pedir permissão ao Ministério da Educação (MEC).

As universidades públicas, que podem ser federais ou estaduais, são criadas, evidentemente pelo poder púbico, através da esfera competente (federal ou estadual). Já as particulares, em geral, surgem da evolução e do crescimento de outras instituições, como por exemplo centros universitários.

Os requisitos são:

  • No mínimo um terço do corpo docente, ou seja, dos professores, deve ter título de mestre ou doutor.
  • Pelo menos um terço do corpo docente deve ter contrato em regime de tempo integral. (observe que o percentual é maior do que o exigido nos centros universitários).
  • Desenvolver, no mínimo, quatro programas de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) com boa qualidade, sendo pelo menos, um de doutorado.

Agora que você já sabe a diferença entre cada tipo de instituição de ensino superior, pode tomar a decisão da escolha com mais propriedade quando for usar suas notas do exame nacional em programas de acesso ao ensino superior, como Sisu, Prouni ou Fies.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *