Dicas de Preparação para a Redação do ENEM (II)

Olá, leitores!

Vamos voltar a abordar orientações e dicas de preparação para a prova de redação do ENEM, pois vieram mais ideias sobre este tema e, assim, resolvemos escrever mais um texto sobre isso, retomando alguns pontos mencionados na publicação anterior e trazendo novos aspectos que podem lhes ajudar (e muito!) no estudo para a avaliação de produção textual do ENEM e dos demais vestibulares.

Semana passada, afirmamos que o ideal é escrever um texto por semana, caso seja possível, redigir mais de um é melhor ainda (Clique aqui e veja o texto na íntegra). A ideia de se escrever uma redação semanal pressupõe que você tenha, na sua escola, um professor de Língua Portuguesa que trabalhe a produção escrita em sala de aula e com tarefas para a casa; tanto em um caso como no outro, é fundamental que você realize, escreva a proposta desenvolvida na aula, que pode vir do seu material didático e/ou do seu professor, que pode e deve criar propostas para as suas turmas. Caso, na escola, você já escreva um texto por semana, por exemplo, estabeleça um compromisso com você mesmo: busque propostas na internet (como também falamos na publicação anterior a esta), nos sites das universidades e do próprio ENEM e as faça em casa, levando-as para seu professor ler e lhe orientar, pois a reescrita é fundamental.

O ato de escrever não acaba quando passa-se a limpo o rascunho: a escrita é um processo contínuo que busca o aperfeiçoamento através da reescrita. Ao receber seu texto corrigido pelo seu professor, reflita sobre o que ele pontuou, marcou, comentou e sobre sua nota e reescreva tendo em mente a melhora da sua redação a fim de que ela seja uma redação nota 10. Os grandes escritores reescreveram, às vezes mais de uma vez, suas obras; edições com anotações deste tipo valem muitíssimo no mercado editorial e são raras, além de mostrar a importância de se reescrever a fim de atingir, de acordo com as intenções do autor, a perfeição, se é que ela existe.

Muitos alunos recebem suas redações corrigidas e nem sequer olham direito para a correção feita pelo seu professor e, assim, não refletem sobre sua prática de escrita e não a melhoram; também não adianta nada reescrever sem pensar na correção, como se nada estivesse “errado”. Outro equívoco é pensar que quantidade significa qualidade. Novamente: afirmamos que o ideal é escrever um texto semanal pressupondo que você já o faça na escola e que o texto adicional, escrito em casa, nas suas horas de estudo extraclasse, é algo a mais feito por você. Nada mudará se você escrever mais de dois textos por semana, por exemplo, se não houve da sua parte este trabalho reflexivo da reescrita.

Esta dica vale, obviamente, para todas as provas de produção textual, mas pensando especificamente no ENEM, já que seus temas são, normalmente, deste a sua concepção, de cunho sociais, sempre buscando uma proposta de intervenção social (5ª competência avaliada), faça a sua lista de palpites sobre os possíveis próximos temas da redação do ENEM: converse com os seus professores e veja o que eles pensam; anote os temas que você viu em um jornal ou revista, na TV, em um livro, na internet etc e que você acha que podem ser aproveitados na prova, mesmo os que pareçam menos prováveis.

Ninguém imaginava que o tema da redação do ENEM 2012 seria os movimentos imigratórios no Brasil no século XXI. Segundo o contexto histórico do ano passado, falou-se muito em Copa do Mundo, Olimpíadas, Rio + 20, dentre outros, um pouco óbvios demais e a banca elaborada da prova surpreendeu a maioria dos candidatos. Por isto estar “antenado” no que está acontecendo é imprescindível, para não ser pego de surpresa e acabar prejudicando-se na prova, já que a banca pressupõe que você conheça, pelo menos um pouco, do tema a ser tratado na redação.

Assuntos recorrentes como saúde, educação, política, comunicação, relações sociais e humanas, história etc podem ter temas recortados (pensando que assunto é maior do que tema) em propostas de redação do ENEM; o tema do ENEM 2012, por exemplo, é político e social. “Ah, como o ENEM é feito pelo Governo Federal, não terá um tema que dê margens para críticas!”; discordamos. Em temas como do ENEM 2012, novamente como exemplo, podia-se e era até pertinente dizer que o governo deveria fiscalizar mais e melhor a entrada de imigrantes e acompanhá-los a fim de evitar casos de trabalho escravo, pessoas em situações precárias de vida, passando fome, sem ter onde morar com dignidade etc.

Semana passada também orientamos que é interessante escrever redações marcando o tempo para controlá-lo, já que no momento da prova, quando o tempo acabar, o fiscal recolherá seu material e não haverá um tempinho extra. Porém, pensamos depois que é importante também equilibrar: experimente escrever uma redação controlando o tempo e outra sem este controle, pesquisando algo caso necessário, consultando um dicionário etc, pois adquirir este conhecimento prévio é importante e pode lhe ajudar na prova, fazendo-o se lembrar de alguma coisa que leu enquanto estudou, por exemplo.

Por fim, gostaríamos de deixar claro que as orientações dadas por nós são sugestões; algumas dicas são para todos, obviamente, mas algumas como modo de estudar, planejamento e rascunho do texto, dentre outros, são subjetivos e você deve testá-los e verificar se servem para o seu caso ou não, pois algo pode cair como um luva para você, mas não funcionar para o seu amigo, por exemplo. De novo, a sua relação com o seu professor é de fundamental importância! Nunca deixe de fazer uma pergunta, não tenha vergonha! Converse com seu professor, debata ideias e dicas com ele a fim de aprimorar seu método de preparação. Isso fará muita diferença!

Na próxima quinta-feira será feriado, mas estaremos aqui!

 

*CAMILA DALLA POZZA PEREIRA é graduada em Letras/Português pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP – Atua na área de Educação exercendo funções relativas ao ensino de Língua Portuguesa, Literatura e Redação. Foi corretora de redação na 1ª fase e de Língua Portuguesa na 2ª fase do vestibular 2013 da UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP. Participou de avaliações e produções de diversos materiais didáticos, inclusive prestando serviço ao Ministério da Educação.

**Camila também é colunista semanal sobre redação do infoEnem. Um orgulho para nosso portal e um presente para nossos leitores! Suas publicações serão sempre às quintas-feiras, não percam!

 

Clique aqui para ler outros artigos da professora Camila

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




6 Comentários

Laura

Gostaria de saber se vocês corrigiriam redações de alunos que acompanham a página do InfoEnem.
Acredito que com a correção de vocês, muito posso crescer e melhor me preparar para a prova do Enem.
Muito obrigada!

Responder

InfoEnem

Olá Laura,
Estamos estudando a possibilidade de fazermos correções dos nossos leitores!
Obrigado pela participação e pela dica.
att
Fernando

Responder

[email protected]

como faço pra estudar pro, enem 2013 …

Responder

InfoEnem

Olá Anderson!
O primeiro passo é se organizar e determinar como encaixará os estudos na sua rotina. Recomendo que leia este artigo (http://www.infoenem.com.br/como-organizar-seus-estudos-para-o-enem-2013/) e siga as dicas, certamente irá lhe ajudar muito nesse momento inicial de sua preparação. Também sugiro que conheça nossas apostilas preparatórias para o Enem 2013 (http://www.infoenem.com.br/adquira-as-melhores-apostilas-para-o-enem-2013-4/), um material de excelente qualidade ideal para complementar seus estudos.
Agradeço sua visita e estou a disposição para qualquer dúvida. Volte sempre ao infoEnem!
Att,
Matheus Andrietta

Responder

gleisiane dos reis campos

pedi o livro do sisu e prouni e ate agora nao chegou

Responder

InfoEnem

Olá Gleisiane,
Abaixo de todos nossos posts enviados por email aos nossos assinantes, consta os links para fazer os downloads dos nossos manuais.
Qualquer dúvida, estamos a disposição.
att
Fernando

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *