Conteúdo para o Enem: Estudando a Gerra do Paraguai

Hoje o Infoenem irá contar um pouco da Guerra do Paraguai, também chamada de Guerra da Tríplice Aliança na Argentina e no Uruguai e de Grande Guerra no Paraguai. Este foi o maior e mais sangrento conflito armado na América do Sul.

As causas da Guerra do Paraguai encontram-se nas rivalidades entre Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai, ocasionadas pelos desentendimentos quanto às fronteiras entre os países, a liberdade de navegação dos rios platinos, as disputas de poder por parte das facções locais (federalistas e unitaristas na Argentina e blancos e colorados no Uruguai) e a rivalidades históricas de mais de três séculos.

O conflito iniciou-se quando, temeroso de que a instabilidade política no Uruguai fosse prejudicar a estabilidade do recém-pacificado Rio Grande do Sul, o governo de D. Pedro II, após um ultimato, resolveu interferir na política interna uruguaia.

O governo do Paraguai, liderado por Francisco Solano Lopez, acreditava que, após a intervenção brasileira no Uruguai, seria o próximo alvo, apesar de não haver qualquer indício de um desejo do Brasil de fazê-lo naquele momento. Como retaliação, aprisionou no Porto de Assunção o navio brasileiro Marques de Olinda e em seguida atacou a cidade de Dourados, no Mato Grosso. Foi o estopim da guerra.

Em maio de 1865, as tropas paraguaias invadiram Corrientes, na Argentina, e logo em seguida o Rio Grande do Sul. Contra as pretensões do governo paraguaio, o Brasil, a Argentina e o Uruguai reagiram, firmando o acordo militar chamado Tríplice Aliança. Contavam com a ajuda da Inglaterra.

O Paraguai era um dos países mais desenvolvidos da América do Sul. Todo esse avanço amedrontava os ingleses, que estavam à procura de novos mercados consumidores. O Brasil e a Argentina estavam integrados à nova ordem mundial dominada pela Inglaterra, mas o Paraguai não estava.
Em 11 de junho de 1865 ocorreu um dos principais enfrentamentos da guerra, a Batalha de Riachuelo. As forças navais brasileiras, lideradas pelo Almirante Barroso, venceram o Paraguai nesta importante e estratégica batalha. Cerca de 2.500 militares brasileiros combateram nesta batalha.

Em 1866, Argentina e Uruguai se desentenderam e se retiraram da guerra, deixando o Brasil sozinho no conflito. Em 1869, sob a liderança de Duque de Caxias, os militares brasileiros chegaram a Assunção. A guerra terminou em 1870, com a morte de Francisco Solano Lopez, em Cerro Corá. Morreram cerca de 300.000 pessoas. A indústria paraguaia foi destruída e a sua economia ficou totalmente comprometida.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *