Conhecendo as Camadas da Terra

Em nosso artigo de hoje vamos abordar as camadas do nosso planeta. Vamos apresentar as camadas que compõem a Terra e também sobre suas características. Além disso, serão apresentadas algumas curiosidades sobre este assunto, cujo conhecimento é de fundamental importância.

Como você já deve saber, o planeta Terra apresenta um formato esférico levemente achatado, com raio de 6371 km. É óbvio que ao longo de uma distância tão grande quanto essa existirá uma infinidade de composições químicas, apresentando as mais diversas configurações. Utilizando uma simplificação coerente, é possível agrupar as camadas em três principais grupos, que são: a crosta terrestre, o manto e o núcleo da Terra.

Devemos ressaltar que as medidas da composição quanto das distâncias não foram realizadas diretamente. Isso se deve ao fato de que as condições de pressão e temperatura nessas regiões são elevadíssimas! Sendo assim, para o levantamento destes dados são realizados com bases nas propagações sísmicas, utilizando o sismógrafo, que também é destinado a determinar a intensidade dos terremotos.

Antes de iniciarmos a classificação, veja a seguir uma representação esquemática das camadas da Terra:

Crosta terrestre

A crosta terrestre, também denominada litosfera, é a camada superficial do planeta Terra. Essa é a camada mais fina da Terra, cujas dimensões chegam a até 70 km. No entanto, é considerada a mais importante, já que nós estamos situados nela! É na crosta terrestre que ocorrem os fenômenos geológicos internos, tais como os movimentos tectônicos, sísmicos e magmáticos. Podemos dividir a crosta da Terra em duas sub-regiões, que possuem algumas diferenças entre si. Essas regiões são a crosta continental e a oceânica.

  • Crosta continental: A crosta continental é composta basicamente por alumínio e silício. Em virtude disso, também recebe o nome de SiAl. São normalmente camadas mais espessas, que podem variar entre 30 a 70 km.
  • Crosta oceânica: A crosta oceânica é composta por silício e magnésio, recebendo também o nome de SiMa. Se localiza ao fundo das bacias oceânicas e possui menores espessuras, que variam entre 5 e 20 km de profundidade.

 

Manto

O manto, que também recebe o nome de magma pastoso, está logo abaixo da crosta terrestre. É considerado a região mais espessa do planeta, ocupando boa parte do seu volume. O manto é formado por rochas em formato pastoso, que ocorre devido às altas temperaturas (cerca de 2000 °C) provocadas pelo núcleo da Terra. O manto é a camada responsável por grandes perturbações geológicas que ocorrem em nossa superfície, como falhas, terremotos e magmatismo.

Algumas literaturas classificam o manto em duas regiões, mas o fato importante é que a medida que o manto se aproxima do núcleo, ele se torna mais pastoso (ou plástico) em virtude do aumento considerável da temperatura.

 

Núcleo

O núcleo é a camada mais profunda da Terra, e também a menos conhecida. Sabe-se que sua temperatura está em torno de 6000°C, e que é composto por uma mistura de Níquel e Ferro (por isso também recebe o nome de NiFe). O núcleo é dividido em parte interna e externa, sendo a parte externa líquida e o núcleo interno no estado sólido, o que se deve principalmente a pressão a que está submetido!

Desta forma, estudamos sobre as camadas que formam o nosso Planeta. Conhecer essas regiões é importante para a realização do Enem, mas também para que possamos entender sobre o planeta no qual habitamos!

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Comentários

Estudando as Camadas da Atmosfera Terrestre • infoEnem | infoEnem

[…] anteriormente as camadas que formam o globo terrestre (você pode conferir aqui!), explicando sobre a crosta terrestre, o manto e o núcleo. Na postagem de hoje vamos explicar […]

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *