Compreendendo e Interpretando um Heredograma – Genética (Biologia)

É fundamental entender a primeira Lei de Mendel para prosseguir com os estudos sobre genética e hereditariedade. Para facilitar a compreensão dessa lei e a resolução dos exercícios, vamos agora estudar os heredogramas, ou seja, gráficos utilizados para mostrar o parentesco entre os indivíduos e o resultado do cruzamento entre eles.

Um heredograma parte de uma árvore genealógica e, por meio dos símbolos representados a seguir, mostra o sexo de cada um dos membros, o número de filhos de cada casal, as relações entre os membros e se cada um deles é ou não afetado pela característica em questão.

Partindo destes símbolos, podemos então construir um heredograma. Vamos exemplificar com um modelo clássico de grandes vestibulares, a transmissão hereditária do albinismo.

Se um homem albino com pais normais se casa com uma mulher normal com pais normais e tem três filhos, sendo dois albinos, um menino e uma menina, e um menino normal, qual o genótipo de cada um dos membros da família?

Podemos montar o heredograma da seguinte maneira:

Cada um dos membros da família é representado por um número e as gerações por algarismos romanos. Além disso, os indivíduos afetados são destacados. Podemos observar ainda que o caráter albino é recessivo já que pais normais (1 e 2) geraram um filho albino (5). Adotando a letra a, podemos observar que se o albinismo tivesse caráter dominante (AA ou Aa), os indivíduos normais seriam recessivos (aa) e o cruzamento entre dois indivíduos normais só geraria homozigotos recessivos (aa) normais, o que não acontece nesse caso. Portanto, concluímos que o genótipo que caracteriza os indivíduos albinos é aa.

Se o albinismo tem caráter recessivo, todos os indivíduos normais possuem pelo menos um A, podendo ser homozigotos (AA) ou heterozigotos (Aa). Como os indivíduos 5, 7 e 8 são aa, um a veio da mãe e o outro do pai, o que nos leva à conclusão de que os indivíduos 1, 2 e 6 possuem genótipo Aa.

Já os indivíduos 3 e 4 possuem pelo menos um A, pois são normais, mas não é possível determinar se são heterozigotos ou homozigotos, uma vez que há três possibilidades para gerar um Aa (indivíduo 6): AA x Aa, Aa x AA e Aa x Aa. Portanto, o genótipo destes é representado por A_.

O indivíduo 9, por sua vez possui um A por ser normal e este só pode ser herdado da mãe, já que do pai só poderia herdar um a. Logo, este indivíduo é heterozigoto (Aa). Com este raciocínio, concluímos o heredograma com todas as informações genotípicas possíveis para esta família.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *