Compreendendo e Estudando a Divisão Regional do Brasil – Sul

Para finalizar a série de textos sobre as cinco regiões do Brasil, neste artigo tratamos da Região Sul.

Quem vê a menor região do país, composta por apenas três estados – Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul – não imagina que ela possui altíssimos indicadores sociais (de qualidade de vida, educação, mortalidade infantil e saúde) e que influencia muito na economia nacional. Recebeu muitos imigrantes vindos da Alemanha e Itália, principalmente no período da Segunda Guerra Mundial, e faz fronteira com os países do Paraguai, Argentina e Uruguai.

O clima que está presente na maior parte da Região Sul é o subtropical, caracterizado pelas menores temperaturas do país, podendo inclusive ocasionar temperaturas negativas, geadas e até neve em algumas regiões. Somente no norte do Paraná ocorre o clima tropical como exceção.

A vegetação, como nas outras regiões brasileiras, acompanha o clima. É variada, mas tem predominância da Mata de Araucária nos locais mais frios, aléme dos Pampas Gaúchos, nos Campos. Há presença de Mata Atlântica na região da Serra do Mar. A Mata de Araucária foi sendo devastada com a expansão agrícola e o desmatamento, sendo encontrada, atualmente, nas áreas mais elevadas do planalto.

As principais formações de relevo da região são planaltos, planícies e a campanha gaúcha. Temos como destaque o Planalto Meridional e o Planalto Atlântico.

O potencial hidrelétrico da região também é alto. Na região Sul, encontra-se a Bacia do Rio Paraná, onde está a usina hidrelétrica de Itaipu, uma das maiores usinas do país e construída por meio de uma colaboração entre Brasil e Paraguai. Encontra-se também a Bacia do Uruguai, em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Argentina e Uruguai.

Responsável por 16% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, a economia da região sul é ligada a dois setores principais: agropecuário e industrial. As áreas industriais contam com a agroindústria, sendo desenvolvida principalmente nas grandes metrópoles. A agricultura, com muitas técnicas de cultivo modernas, tem como foco a policultura de milho, uva, maçã, café, cebola, batata; e a monocultura de arroz, soja e trigo. Na pecuária, cria-se ovinos, bovinos e suínos. Não sendo o foco da economia sulista, mas também contribuindo, temos o extrativismo da madeira de pinho e a extração do carvão mineral.

Outro elemento importante na região Sul é o Turismo, tendo pontos como as praias de Florianópolis (SC), a cidade de Gramado (RS), Parque Nacional do Iguaçu (PR), além de outras cidades litorâneas e cidades históricas com infraestrutura de qualidade em quesitos como parques, pousadas, lazer e alimentação.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Comentários

Samuel

Que erro grave ao tratar do clima do Paraná! Todo estado do Paraná, pertence ao clima Subtropical (Cfa/Cfb), segundo a classificação de Köppen.
Dizer que o norte do Paraná é de clima tropical, é desconhecer esse clima e abranger a maior região do estado, pois o norte paranaense vai até a região de Guarapuava.

O clima tropical não há frio, o que seria frio para esse clima, compreenderia a estação das chuvas, pois nesse tipo climático há somente duas estações a da seca e das chuvas.

E o norte do Paraná pertence ao clima Subtropical ou Mesotérmico, pois não há secas, e nos meses outonais e invernais, tem temperaturas baixas, com geadas, e nos verões os dias aumentam, e nos invernos diminuem, delineando assim as 4 estações (pois para ter as estações definidas tem que apresentar várias nuances, não somente a temperatura) E historicamente, o norte do Paraná, sofreu com umas das piores geadas negras no ano de 1975, se fosse de clima Tropical isso seria improvável de acontecer!
E se pegarem o nível de temperatura de Maio do ano passado, Cianorte que fica no norte do PR, teve máxima de 12°C e miníma de -1°C segundo o SIMEPAR (se fosse de clima tropical jamais poderia ter essa temperatura). E até mesmo no meio de Outubro e começo de Novembro, Londrina que fica no norte, teve temperatura de 7°C. Aliás, se Londrina fosse Tropical, não teria na Mata dos Gody, o que restou da Floresta Subtropical no país!
E se pegarem o índice pluviométrico da região verás que não há seca, para ser de clima Tropical!
Quer comparar Apucarana (norte do PR) que tem frio, chuvas o ano todo, com Fortaleza que tem seca, e não há frio, que de fato é Tropical, sinto muito, mas fazer essa classificação é desconhecer o clima tropical e subtropical, e desconhecer o PR.

Site de uma ONG que mostra as classificações climáticas de Köppen, no mundo, veja o Brasil: o clima temperado (pois o clima Subtropical leva a letra “C” de temperado), se encontra em todo o Suil, parte de SP, MG, RJ MS.
http://hanschen.org/koppen/

Corrijam isso ai! E vejam que o clima subtropical aparece acima dos trópicos!

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *