infoenem

Não, este texto não será um gigantesco manual de instruções! Vamos abordar alguns sentidos e empregos desse pronome em expressões que podem ser úteis na construção dos textos. Primeiramente… (não, também não é a frase que anda em voga que surgirá aqui!) … vamos relembrar: essa palavra é um pronome indefinido, ou seja: sendo pronome, […]

Observemos com atenção a música “Clichê do clichê” de Gilberto Gil: (…)Eu, Belmondo Como um Pierrot, le fou Só no cinema francês Você, Bardot Belo anúncio de shampoo Só fica bem nas TVs Melhor viver Nosso papel bem normal Que a vida nos reservou Interpretar Nosso bem e nosso mal Sem texto e sem diretor […]

Retomando nossa conversa da semana passada, vejamos mais uma figura de linguagem que pode dar um toque de estilo no texto, mesmo no dissertativo: a anáfora. Essa figura é bastante empregada como reforço de algumas ideias, como a circunstância de tempo nesta canções de Chico César: Quando não tinha nada, eu quis Quando tudo era […]

As figuras de linguagem são recursos estilísticos de que podemos lançar mão para tornar nosso texto mais expressivo, mais harmonioso, mais persuasivo (e mais outras características podem ser impressas nele, conforme a intenção do emissor). “Caem bem” nos textos narrativos, nas poesias; nem todas, porém, são adequadas ao texto dissertativo. Falaremos um pouco, hoje, sobre […]

Esta semana, alguns alunos comentaram, em sala de aula, algumas particularidades ortográficas que observaram ao ler “Mayombe”, obra do angolano Pepetela, a qual está presente na lista de obras da Fuvest. Entre elas, além da variante geográfica (recheada de contribuições dos dialetos locais ao português de Angola), eles observaram variação na grafia dos ‘porquês’. Observemos […]

Não vou esclarecer “por que tudo junto se escreve separado e separado se escreve tudo junto”, nem por que ‘bota a gente calça e calça a gente bota”, já que a maneira como a palavra é escrita costuma não ter nada a ver com a semântica, com o significado dela. O tema hoje é a coexistência […]

Ontem foi o Dia da Mentira1, dia no qual, em vários países, peças são pregadas nos amigos, a fim de obter algumas risadas. Mas iniciei o texto de hoje, para discutir a concordância nas frases que indicam datas e outros casos estranhos de concordância com o verbo SER, portanto hoje tudo o que estiver contido […]

‘Pensei que tinha chegado minha hora’, disse a mulher que escapou de incêndio. E o leitor fica em dúvida…teria a mulher se expressado corretamente? (ou teria a mulher se expresso correamente?). A dúvida é frequente, mas o correto é “chegado”, já que o verbo chegar apresenta único particípio na norma culta, tanto no Brasil quanto […]

“Marcela amou-me durante quinze meses e onze contos de réis, nada menos”. Alguém já sentiu certa estranheza ao ler essa passagem de “Memórias Póstumas de Brás Cubas”? Em caso afirmativo, ouso afirmar que Machado de Assis obteve êxito! (Como se ele não fosse mesmo bom em provocar reflexões, não é?) Ao colocar juntas uma ideia […]

Página 1 de 9