Aulas de Inglês: Veja Tendências Digitais Para Aprender a Língua

O inglês é uma das línguas mais globalizadas do planeta. Além de ser fundamental para que está começando a dar os primeiros passos no mercado de trabalho, também é cobrado em 5 questões da prova do Enem.

Atualmente as pessoas já podem fazer uso de dezenas de ferramentas para aprender o idioma. Além das escolas especializadas, temos as plataformas online, como é o caso da Preply, que oferece aulas de inglês – Skype – e com professores altamente capacitados. O fato é que, com os avanços da internet, quem estiver precisando e interessado em estudar inglês tem vários outros meios de praticar a língua rumo à fluência. Confira os principais deles:

1. Apps (smartphones, tablets e computadores)

Os estudantes têm à sua disposição uma grande gama de aplicativos que, além de ensinar a língua, colocam pessoas em contato. O número de aplicativos é grande – Duolingo, Lingua, English Monstruo, Memrise, Busuu, entre muitos outros – e oferece a oportunidade de aprender inglês de onde estiver e quando quiser, por meio de notícias, exercícios para praticar escuta, fala e gramática, além de simulados que medem níveis de conhecimento.

2. Redes sociais

As redes sociais são uma grande ajuda para estudantes da língua. Muitas escolas e professores particulares já adotaram-nas para ensinar, enquanto os alunos para praticar o que for aprendido. Através do Twitter, Facebook e Youtube, por exemplo, é possível criar e compartilhar não só o conteúdo estudado, mas vários links externos relacionados à matéria. Com elas os alunos também podem discutir sobre temas e entrar em contato com nativos.

3. Vlogs ou Blogues

Isso já está acontecendo. Hoje em dia, existe uma grande quantidade de Vlogs ou Blogues que propagam todo tipo de informação, incluindo o ensino de idiomas. É só dar uma pesquisada para encontrar aulas de inglês em Vlogs no Youtube, por exemplo, ou Blogues que oferecem aulas escritas em diversos níveis. Quem já tem um nível mais avançado pode procurar por aqueles que tratam de seus interesses pessoais, mas na língua inglesa, enriquecendo seu vocabulário como os referidos assuntos.

4. Jogos

Apesar de muita gente ser contra esse tipo de aprendizado, trata-se de uma realidade dessa geração e isso não pode ser negado. Muitos professores já usam jogos para ensinar alunos, já que é uma maneira lúdica de reforçar o conteúdo trabalhado nas aulas. Agora, professores também podem ir além e transformar o ensino em um jogo. Aplicativos como o Credly, por exemplo, pode criar emblemas de jogos para premiar alunos que atingem suas metas. Dessa forma, além de estimular o desenvolvimento dos estudantes, é possível flexibilizar o ensino do idioma.

 


Nota do infoEnem: Esta matéria consiste num artigo patrocinado pelas companhias Preply e Credly.

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *