Aprendendo Sobre os Tipos de Eletrização

Neste artigo vamos falar sobre a eletricidade. Vamos explicar adiante os três tipos de eletrização, que são: Eletrização por atrito, eletrização por contato e eletrização por indução. Também falaremos sobre situações cotidianas relacionadas a estes conceitos iniciais.

Atribui-se os primeiros estudos sobre eletricidade ao povo da antiga Grécia, mas o ponto principal deste tópico é que a eletricidade já é estudada há muito tempo! As observações realizadas por Tales de Mileto indicavam que um certo tipo de material denominado âmbar, ao ser atritado com pelos de animais, se tornava capaz de atrair objetos leves, tais como penas ou pequenos pedaços de algodão.

Posteriormente, foi observado que este fenômeno não era restrito somente ao âmbar, e sim a uma grande diversidade de materiais. Atualmente sabemos que a eletricidade estática está presente quase tudo ao nosso redor, inclusive em nós mesmos! Você certamente já deve ter tomado um choque na tela da sua televisão, na porta do carro ou ao encostar em outra pessoa. Isso ocorre pois adquirimos eletricidade estática, por um dos três modos que falamos anteriormente e vamos explicar agora.

Eletrização por Atrito

Foi observada por Tales de Mileto, onde dois objetos inicialmente neutros, ao serem esfregados um contra o outro transferem elétrons, resultando em duas cargas diferentes e de sinais opostos. Você pode observar este fenômeno facilmente, basta pegar um pedaço de algodão e esfregar em um bastão de vidro, com isso o bastão será capaz de atrair pequenos pedaços de papel!

Eletrização por Contato

Neste caso, temos um corpo inicialmente neutro e outro carregado. Após o contato entre os corpos, ambos ficam com o mesmo sinal da carga inicial, ou seja, ambas serão positivas ou negativas. Para este processo é importante que ambos os corpos sejam bons condutores de eletricidade.

Eletrização por Indução

Este processo é baseado no princípio de atração e repulsão das cargas. Vamos partir de um corpo indutor A carregado positivamente, e outro corpo B inicialmente neutro. Ao aproximar os corpos, as cargas negativas serão atraídas para o lado próximo ao corpo A, enquanto as positivas irão se afastar. Com isso, é ligado um terra ao lado positivo do corpo B, retirando esta carga. Ao cortar-se o terra e afastar o corpo A, apenas a carga negativa estará no corpo B. Para o caso em que o corpo A seja carregado negativamente valerá o mesmo processo! Sempre resultando em uma carga de sinal oposto.

Apresentados estes conceitos, é importante o entendimento de cada caso, sendo muito importantes dentro da eletrostática. Com isso, também entendemos algumas situações do nosso dia a dia, evidenciando a presença da física em diversas situações!

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *