Análise de Tema de Redação – ENEM 2009

 Bom dia, leitores!

Hoje, analisaremos a redação do ENEM 2009 cujo tema foi O indivíduo frente à ética nacional, algo ainda muito atual e que requer muita autocrítica, já que os indivíduos somos nós, cidadãos brasileiros, que ao mesmo tempo em que reclamamos dos políticos corruptos, dos “embargos infringentes”, do voto secreto e do jeitinho brasileiro não tiramos estas pessoas do poder, já que, ao que parece, não há ou há pouca renovação nas bancadas.

Este tema pergunta como o indivíduo brasileiro, nós, devemos nos portar, nos comportar frente à ética nacional; como devemos pedi-la, como devemos fazê-la, pois ela não depende apenas dos políticos.

A proposta do ENEM 2009, primeira prova dividida em dois dias, apresentava do seguinte modo:

Com base na leitura dos textos motivadores seguintes e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma culta escrita da Língua Portuguesa sobre o tema O indivíduo frente à ética nacional, apresentando proposta de ação social, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione corretamente argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

 Andamos demais acomodados, todo mundo reclamando em voz baixa como se fosse errado indignar-se.

Sem ufanismo, porque dele estou cansada, sem dizer que este é um país rico, de gente boa e cordata, com natureza (a que sobrou) belíssima e generosa, sem fantasiar nem botar óculos cor-de-rosa, que o momento não permite, eu me pergunto o que anda acontecendo com a gente.

Tenho medo disso que nos tornamos ou em que estamos nos transformando, achando bonita a ignorância eloqüente, engraçado o cinismo bem-vestido, interessante o banditismo arrojado, normal o abismo em cuja beira nos equilibramos — não malabaristas, mas palhaços.

LUFT, L. Ponto de vista. Veja. Ed. 1988, 27 dez. 2006 (adaptado).

Qual é o efeito em nós do “eles são todos corruptos”?

As denúncias que assolam nosso cotidiano podem dar lugar a uma vontade de transformar o mundo só se nossa indignação não afetar o mundo inteiro. “Eles são TODOS corruptos” é um pensamento que serve apenas para “corfirmar” a “integridade” de quem se indigna.

O lugar-comum sobre a corrupção generalizada não é uma armadilha para os corruptos: eles continuam iguais e livres, enquanto, fechados em casa, festejamos nossa esplendorosa retidão.

O dito lugar-comum é uma armadilha que amarra e imobiliza os mesmos que denunciam a imperfeição do mundo inteiro.

CALLIGARIS, C. A armadilha da corrupção. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br (adaptado)

 

O primeiro texto motivador da coletânea da proposta de redação do ENEM 2009 é uma charge do falecido Millôr Fernandes em que ele retrata a solidão de uma pessoa honesta em meio a tantas pessoas desonestas, já que aquelas parecem estar em extinção. Não é à toa que quando existe um ato de honestidade, como por exemplo, a devolução de uma carteira com dinheiro, este é noticiado pelas mídias, pois tornou-se um ato raro.

É importante frisar que esta charge do Millôr não coloca apenas os políticos como desonestos, mas sim a maioria da população em geral em usar o substantivo “gente” e, realmente, do que adiantar reclamarmos dos atos corruptos deles se quando recebemos troco a mais não devolvemos, por exemplo? Nada. Estamos sendo corruptos do mesmo modo, guardadas as devidas proporções.

O segundo texto motivador é um trecho adaptado de um artigo de opinião da articulista Lia Luft para a revista Veja sobre o comodismo do brasileiro ao reclamar, apenas baixinho, a respeito do que pensa ser errado. Hoje, vimos que somos capazes de reclamar alto, nas ruas, com multidões, mas parece que a coisa amornou…cadê? Luft critica o ufanismo (patriotismo exagerado) e o discurso de que o Brasil é o país do futuro (fala-se isso, aliás, desde 1.500 praticamente) e de que somos cordatos, receptivos, mas ela tem medo, isso sim, de sermos ignorantes e palhaços do que ocorre de errado no nosso país.

Este texto motivador abre brechas para se criar a proposta de ação social pedida, já que trata do comodismo e da falta de indignação dos brasileiros, já que é por meio da indignação que podemos nos colocar frente à ética nacional (ou à ausência dela), através não só de manifestações nas ruas e na internet, via redes social, mas de outros modos, fazendo política em organizações não governamentais (ONGs) na nossa comunidade, inclusive nas escolas, pensando melhor no momento de votar, cobrando seu candidato caso ele assume um cargo público etc.

O terceiro e último texto motivador do ENEM 2009 é do psicanalista Contado Calligaris e aborda o efeito de sentidos que a oração “eles são todos corruptos” tem na população, já que é “eles” e não nós e isso tira a nossa culpa, em elegê-los e em deixá-los fazer o que fazem, como se nada tivéssemos com isso e como se não houvesse nada a fazer. Este texto alerta, candidato, do nosso papel frente à ética nacional, já que muitas vezes nos eximimos do nosso papel de cidadão.

Elencar escândalos de corrupção daquela época, de âmbito nacional ou até do seu município, lembrar-se do nosso papel, como cidadãos, criar uma proposta de intervenção social na qual possamos responder ativamente à ética nacional (ou à falta dela) é um bom caminho para atender a proposta de redação do ENEM 2009.

Na próxima semana, analisaremos a proposta de redação do ENEM 2010 cujo tema foi O Trabalho na Construção da Dignidade Humana, cuja prova pode ser acessada por meio do link http://download.inep.gov.br/educacao_basica/enem/provas/2010/AZUL_Domingo_GAB.pdf.

Até mais!


*CAMILA DALLA POZZA PEREIRA é graduada em Letras/Português pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP – Atua na área de Educação exercendo funções relativas ao ensino de Língua Portuguesa, Literatura e Redação. Foi corretora de redação na 1ª fase e de Língua Portuguesa na 2ª fase do vestibular 2013 da UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP. Participou de avaliações e produções de diversos materiais didáticos, inclusive prestando serviço ao Ministério da Educação.

**Camila também é colunista semanal sobre redação do infoEnem. Um orgulho para nosso portal e um presente para nossos leitores! Suas publicações serão sempre às quintas-feiras, não percam!

Veja mais artigos da professora Camila

Compartilhar
Manual do Sisu e Prouni

Receba GRATUITAMENTE o Manual para Sisu e ProUni




Sim Não




Outros artigos que você vai gostar:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *