Afinal, Qual a Definição e Para Que Serve a Bioquímica?

A interdisciplinaridade dentro da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é bastante conhecida pelos estudantes. Entretanto, o que muitos não imaginam é que essa característica não está presente apenas na avaliação. Muito pelo contrário. Os conhecimentos das diversas áreas se entrelaçam de tal modo que, em diversos casos, não conseguimos discernir a qual área determinados estudos pertencem.

Um exemplo que ilustra o caso é a Universidade Federal de Viçosa (UFV) que, em 2001, fundou o primeiro curso de bacharel em Bioquímica. O objetivo é formar profissionais preparados par atuar nas áreas de pesquisa e desenvolvimento tecnológico das inúmeras áreas do conhecimento relacionadas a área.

Portanto, que tal saber, de fato, o que significa bioquímica e quais são suas principais aplicaçãos? Então, vamos lá!

Definição

Como deve saber, os seres vivos são formados por substâncias orgânicas (como proteínas, ácidos nucleicos, lipídios, açucares e vitaminas) e inorgânicas (como a água e os sais minerais). Graças a presença dessas substâncias ocorrem inúmeras reações químicas nos organismos vivos. A Bioquímica é uma subdivisão da Biologia que estuda substâncias orgânicas e inorgânicas, além das transformações químicas que ocorrem nos seres vivos.

Neste momento, é importante ressaltar que esse conjunto de transformações químicas é chamado de metabolismo. Tal conjunto de reações é extremamente coordenado e é fundamental para garantir a sobrevivência, o crescimento e reprodução das inúmeras espécies.

Importância e aplicações

A bioquímica é extremamente importante para empresas de inúmeras áreas. Veja uma lista de apenas algumas dessas indústrias :

  • Alimentícia – fermentação de bebidas alcoólicas, leite e derivados, produção de chocolates.
  • Cosmética – novos produtos de beleza e higiene.
  • Médica – tratamentos e curas para doenças, como na nutrição alimentar.
  • Agrícola – melhora da fixação de nitrogênio em plantações como a de soja.
  • Farmacêutica – síntese de fármacos, excipientes.

Além de aplicações em outras áreas e diversas indústrias, cabe também destacar aqui alguns marcos da bioquímica, como o entendimento da estrutura do DNA (ácido desoxirribonucleico) e a compreensão da importância do gene na síntese proteica, fundamentando e sedimentando todo os pré-requisitos para o desenvolvimento de alimentos transgênicos, estudos das células tronco e da clonagem.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *