A 2ª Competência Avaliada na Redação do ENEM

A 2ª Competência Avaliada na Redação do ENEMOlá, pessoal!

Hoje é feriado nacional, mas para quem vai prestar o ENEM é dia útil e lá vamos nós com mais uma publicação sobre a redação. Claro que vocês devem descansar, já que o estresse, a pressão psicológica e o desgaste físico acabam com qualquer um e é fundamental estar com corpo e mente sãos para se sair bem; não deixem também de se divertir, de fazer coisas que gostam, de estar na companhia dos amigos e dos familiares, pois tudo isso ajuda, e muito, na preparação!

Antes de começar o texto propriamente dito, gostaria de pedir licença para agradecer a todos os leitores do infoEnem pelo carinho para comigo: ao ler os comentários enviados, tenho mais certeza de minha escolha profissional e de que vale muito a pena participar deste projeto. Esperamos, não só eu, mas toda equipe infoEnem, que nossas publicações continuem a  orientar e a ajudar o máximo de pessoas possível.

E foi um desses comentários que nos inspirou para o texto de hoje, no qual abordaremos a 2ª competência avaliada na redação do ENEM (clique aqui para ver todas as outras): “compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo” (BRASIL-DF, 2012, p. 14). Esta competência pode ser dividida em três partes para ser melhor entendida, basta pontuarmos as vírgulas: compreender a proposta de redação, aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento e desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Compreender a proposta de redação: o candidato deve mostrar, através de seu texto, que compreendeu totalmente a proposta de redação, que entendeu o tema e que, consequentemente, domina os limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo, isto é, que sabe redigir uma dissertação-argumentativa, como já abordamos nas primeiras publicações sobre a redação do ENEM. O candidato que escrever outro tipo textual ou gênero não atenderá à parte desta competência. Para atender totalmente a este critério, a banca elaboradora do ENEM no Guia do Participante – A Redação no ENEM 2012 orienta que os candidatos leiam com atenção a proposta e os textos motivadores, o que é o mínimo esperado. Assim, observa-se a importância crucial de uma leitura atenta e proficiente.

Aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento: pontuando este aspecto, a banca examinadora e elaboradora do ENEM quer dizer que busca textos que mostrem que os seus autores sabem estabelecer relações entre o tema proposto e outras áreas do conhecimento correlacionadas, que consigam expandir seus horizontes e não apenas ficar no senso e no lugar comum. Podemos dar como exemplo o tema da redação do ENEM 2012: Os movimentos imigratórios no Brasil no século XXI. Várias áreas do conhecimento poderiam ser relacionadas ao tema, como a política imigratória, a questão das fronteiras brasileiras, as imigrações anteriores (história do Brasil), economia (porque há imigrantes e o que os atraem para o Brasil), sistema econômico etc.

O importante é mostrar o quanto se está atualizado e inteirado sobre o tema e os textos motivadores servem para inspirar os candidatos e, sobre eles, o Guia do Participante ressalta que deve-se evitar ficar preso ao que eles trazem porque sua função é “despertar uma reflexão sobre o tema” (BRASIL-DF, 2012, p.15) e não para limitar a criatividade do candidato e, assim, estimular o estabelecimento de relações. E, por isso mesmo, a redação não deve conter cópias de trechos dos textos motivadores e, se houve, para efeito da correção, as linhas com cópias não serão consideradas.

Um dos comentários a nós enviado perguntava-nos como adquirir informações confiáveis na internet para se preparar para a redação do ENEM, já que há uma imensa quantidade de conteúdos que nem sempre são corretos. Pensamos que o leitor que nos enviou esta mensagem estava preocupado com esta 2ª competência no que se refere à aplicação de conceitos das várias áreas do conhecimento e, realmente, para atender a este aspecto deste critério, é fundamental possuir um conhecimento de mundo prévio e a internet pode ajudar sim, mas como ela possui uma imensidão de conteúdos, o ideal é buscar sites relevantes, como por exemplo, de jornais e revistas atuantes e de grande circulação nacional, páginas que trazem artigos científicos e acadêmicos (revistas acadêmicas e sites de universidades) e conteúdos de autoria confiável, de autores conhecidos.

Mas aí entra um ponto que é essencial: senso crítico. Ao ler uma notícia ou uma reportagem sobre qualquer assunto, devemos ter senso crítico para concordar, discordar, refutar e interpretar o que está escrito, já que quem escreve sempre tem intenções e uma ideologia. Devemos selecionar, de acordo com a nossa opinião, nossas fontes de informação. Por isso há assinantes de determinadas revistas e de determinados jornais, já que cada um possui seu viés ideológico e por haver mais de um modo de se abordar algo.

Os livros também possuem um papel fundamental na nossa formação: desde os livros didáticos que usamos na escola, passando pela Literatura nacional e estrangeira, eles têm uma enorme importância e todo livro nos passa uma lição, algo de bom que podemos e devemos levar para a vida e usar em situações como uma prova de redação do ENEM.

Tudo isso para nos tornarmos aquela pessoa bacana de conversar, que sabe um pouquinho de tudo, que sempre tem uma opinião a dizer. O Guia do Participante afirma que o ideal é que as redações não devem trazer “reflexões previsíveis, que demonstram pouca originalidade no desenvolvimento do tema proposto” (idem), isto é, deve-se evitar o senso e os lugares comuns, como por exemplo, colocar a culpa de todos os males da humanidade no capitalismo, na grande mídia, no consumismo e na publicidade. Obviamente eles têm sua parcela de culpa, mas devemos ponderar, já que a grata propaganda não lhe puxa pelo braço e o leva para o shopping e aí entra, novamente, o senso crítico.

Na próxima semana, continuaremos abordando esta competência explicando os cinco níveis possíveis de desempenho utilizados para avaliá-la.

Bom feriado a todos!

A Redação no ENEM 2012 – Guia do Participante disponível em http://www.inep.gov.br/.

 
*CAMILA DALLA POZZA PEREIRA é graduada em Letras/Português pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP – Atua na área de Educação exercendo funções relativas ao ensino de Língua Portuguesa, Literatura e Redação. Foi corretora de redação na 1ª fase e de Língua Portuguesa na 2ª fase do vestibular 2013 da UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP. Participou de avaliações e produções de diversos materiais didáticos, inclusive prestando serviço ao Ministério da Educação.

**Camila também é colunista semanal sobre redação do infoEnem. Um orgulho para nosso portal e um presente para nossos leitores! Suas publicações serão sempre às quintas-feiras, não percam!

Clique aqui para ler outros artigos da professora Camila
 

Compartilhar

6 Comentários

jaiara januario da silva

Achei muitos interessantes as regras

Responder

Anderson

Obrigado por compartilhar tanta informação boa nesse blog.
Boa prova pra todos que vão fazer!

Responder

Francisco de Assis Morais

É incrível o esclarecimento de suas palavras.Elas falam com o meu lado escuro da mente,clareia as ideias e melhora até minhas visões tão frias de meu mundo.Entusiasma,orienta e aumenta a Fé.Muito obrigado.

Responder

Angelita

Fico admirada com suas publicações, fico atualizada graças à você !
Muito obrigada! Suas dicas vale ouro!
Abraços,
Angelita

Responder

elianereisramos

muito obrigado por essas dicas.

Responder

JOÃO CARLOS FERREIRA DOS REIS

Estou maravilhado por receber estas informações, isso é uma boa ideia para as pessoas que não possui possibilidades financeiras . Com isso cada dia fico mais atualizado com essas informações , agradeço de coração por receber gratuitamente.

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *