Os Textos Motivadores na Redação do ENEM

Toda proposta de redação em exames e vestibulares é composta por, além do tema e das instruções, um conjunto de textos (que podem ser verbais e não verbais, como charges, tirinhas, gráficos, infográficos, mapas, fotos, figuras em geral etc), o qual chamamos, popularmente, de coletânea textual. Apesar desta semelhança, cada prova possui o seu conceito sobre este aspecto: há vestibulares que orientam que os candidatos façam uso destes textos e eles ficam sujeitos a descontos na nota final caso não utilizem dados, informações, exemplos, dentre outros, da coletânea que acompanha a proposta e este uso, por sua vez, também é específico, ou seja, determinado pela avaliação – normalmente, não é recomendada a cópia generalizada em qualquer situação. Em outros casos, como o do ENEM, a coletânea recebe um outro nome, o que já nos diz algo sobre sua função na proposta de redação: textos motivadores.

Para o Exame Nacional do Ensino Médio, os chamados textos motivadores fazem, juntamente com o tema posto, o recorte temático proposto pela banca elaboradora e servem para, como o próprio nome diz, motivar o participante a pensar, a refletir e a se inspirar em relação ao tema e, assim, não deve ficar preso ao que é dito ali. O Guia do Participante do ENEM 2012 inclusive afirma que o candidato não deve copiar trechos dos textos motivadores, o que acarreta em desconto na nota e na contagem das linhas válidas e escritas.

Obviamente, dependendo do tema, é impossível não recorrer aos textos motivadores. No último ENEM, por exemplo, no qual o tema foi uma grande surpresa para a maioria dos participantes (Os Movimentos Imigratórios no Brasil no Século XIX), muitos deles, justamente por não esperarem este tema e, consequentemente, não saberem direito o que escrever, por ficarem perdidos no momento da prova, basearam completamente a sua redação nos textos motivadores que, por sua vez, um deles, fazia menção à denúncia de trabalho escravo de colombianos em uma confecção que fornecia roupas para uma grande rede de lojas e o outro abordava diretamente a vinda de haitianos para o Brasil. Isso, segundo o Guia do Participante do ENEM 2012, tem como consequência um decréscimo na nota final que, juntamente com o elemento surpresa, fez as notas despencarem do ENEM 2011 para o 2012 (muitas pessoas reclamaram sobre isso na mídia, que no ENEM 2011 tiveram notas maiores do que no ENEM 2012, mas não pensaram e não refletiram sobre o seu conhecimento acerca do tema).

Então quer dizer que não é permitido copiar, usar nada dos textos motivadores? Não podemos dizer, com certeza, que sim ou que não, já que não conhecemos os maiores detalhes da grade, pois como já falamos anteriormente, estes detalhes são explicados, apenas, aos professores que fazem o treinamento para corretores, mas podemos dar algumas orientações. Os textos motivadores devem ser lidos com muita atenção e, neste momento, palavras-chaves podem ser destacadas e usadas na redação, além do estabelecimento de relações entre todos eles ser fundamental, já que todos (de dois a três, geralmente) dizem respeito a um mesmo assunto (macro) e a um mesmo tema (micro). Já que o ENEM afirma que cópias não são recomendadas (não só ele, como demais exames), a paráfrase (reescrever algo do seu modo, com as suas palavras, sem copiar propriamente) torna-se em recurso importante.

No entanto, a maior orientação que podemos dar é: pense! Leia muito e com qualidade, faça a listinha de temas possíveis sobre a qual falamos em uma publicação anterior para que, no momento da prova, os textos motivadores realmente lhe motivem e lhe inspirem (leia nosso artigo 17 possíveis temas para a Redação do Enem 2013). A redação totalmente alicerçada no conjunto de textos da proposta de redação mostram que o seu autor pouco conhecia do tema dado e recorreu inteiramente aos textos de apoio para escrever.

Um outro aspecto relevante dos textos motivadores do ENEM é a presença de textos não verbais nas propostas de redação. Charges (do francês charge, significa ação vigorosa ou ataque contra alguém ou a alguma coisa através de um desenho caricatural, com ou sem legenda, publicado em jornais, revistas, internet etc), tirinhas (segmento de uma história em quadrinhos, normalmente com apenas três quadros), gráficos, infográficos, mapas e fotos são textos não verbais muito presentes não só no ENEM como em outras provas e a sua interpretação ajuda muito no momento de escrever e, neste sentido, no caso dos gráficos, infográficos e mapas, a matemática, a estatística, a geografia e a leitura de textos não verbais são essenciais, já que não é apenas o professor de Língua Portuguesa que deve trabalhar com leitura; todos os demais professores devem trabalhar, em suas respectivas áreas do conhecimento, as mais diversas leituras para os mais diversos fins e isso vale, também, para as questões de múltipla escolha.

Em relação às charges, elas abordam muito temas cotidianos e atuais e, assim, um bom leitor de charges está atento à realidade e à atualidade, isto é, ao o que está acontecendo ao seu redor, na sociedade em que vive e de uma maneira crítica e reflexiva, já que é isso que as charges propõem, além de tratarem os temas com muita ironia, sutilmente ou não. Muitos vestibulares e o próprio ENEM as usam nas questões de múltipla escolha e dissertativas; fazê-las e conferir as respostas pode revelar como você lida com as charges e com as tirinhas e é uma importante ferramente de estudo resolver provas passadas. (Clique aqui para conhecer nossas apostilas que trazem as ultimas 4 edições do Enem resolvidas e comentadas!!)

Até mais, pessoal!

 

*CAMILA DALLA POZZA PEREIRA é graduada em Letras/Português pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP – Atua na área de Educação exercendo funções relativas ao ensino de Língua Portuguesa, Literatura e Redação. Foi corretora de redação na 1ª fase e de Língua Portuguesa na 2ª fase do vestibular 2013 da UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP. Participou de avaliações e produções de diversos materiais didáticos, inclusive prestando serviço ao Ministério da Educação.

**Camila também é colunista semanal sobre redação do infoEnem. Um orgulho para nosso portal e um presente para nossos leitores! Suas publicações serão sempre às quintas-feiras, não percam!

Veja mais artigos da professora Camila

Compartilhar

2 Comentários

Leonardo Assis

ótimo artigo, obrigado pelas dicas !

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *