Análise de Tema de Redação – ENEM 2012

Olá, leitores do InfoEnem!

Tudo bem com vocês?

Chegamos, finalmente, a última publicação sobre as propostas de redação passadas do ENEM e na semana do ENEM 2013! Esperamos que todos os textos sobre a prova de produção escrita tenham ajudado e orientado nos seus estudos e estimulado vocês a estudarem mais e melhor, a escrever mais e melhor, refletindo sobre o processo de autoria.

Releiam os nossos textos nestes dias que antecedem o exame e, no domingo, leiam a proposta de redação com calma e paciência, planejem seu texto no rascunho, escrevam com letra legível (de forma ou cursiva, não importa, desde que seja legível) e não se arrisquem produzindo as chamadas redações kamikazes, isto é, redações que até atendem ao tema, mas de um modo totalmente inesperado pela banca avaliadora e, consequentemente, com chances enormes de serem anuladas, já que fogem do propósito e do tipo textual pedido. Não se esqueçam, também, de administrar bem o tempo; reservem um período adequado para a redação, para não fazê-la com pressa e não fiquem presos à coletânea de textos motivadores; pensem além sobre o tema, estabeleçam relações e não deixem de propor a sugestão de intervenção social, pois muitas pessoas têm suas notas baixas porque zeram nesta competência.

Agora, começaremos a análise da última prova de produção escrita, a do ENEM 2012, cujo tema foi O movimento imigratório para o Brasil no século XXI. A proposta apresentava-se da seguinte forma:

A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema O MOVIMENTO IMIGRATÓRIO PARA O BRASIL NO SÉCULO XXI, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Ao desembarcar no Brasil, os imigrantes trouxeram muito mais do que o anseio de refazer suas vidas trabalhando nas lavouras de café e no início da indústria paulista. Nos séculos XIX e XX, os representantes de mais de 70 nacionalidades e etnias chegaram com o sonho de “fazer a América” e acabaram por contribuir expressivamente para a história do país e para a cultura brasileira. Deles, o Brasil herdou sobrenomes, sotaques, costumes, comidas e vestimentas.

A história da migração humana não deve ser encarada como uma questão relacionada exclusivamente ao passado; há a necessidade de tratar sobre deslocamentos mais recentes.

Disponível em: http://www.museudaimigracao.org.br. Acesso em: 19 jul. 2012 (adaptado).

 Acre sofre com invasão de imigrantes do Haiti

Nos últimos três dias de 2011, uma leva de 500 haitianos entrou ilegalmente no Brasil pelo Acre, elevando para 1.400 a quantidade de imigrantes daquele país no município de Brasileia (AC). Segundo o secretário-adjunto de Justiça e Direitos Humanos do Acre, José Henrique Corinto, os haitianos ocuparam a praça da cidade. A Defesa Civil do estado enviou galões de água potável e alimentos, mas ainda não providenciou abrigo.

A imigração ocorre porque o Haiti ainda não se recuperou dos estragos causados pelo terremoto de janeiro de 2010. O primeiro grande grupo de haitianos chegou a Brasileia no dia 14 de janeiro de 2011. Desde então, a entrada ilegal continua, mas eles não são expulsos: obtêm visto humanitário e conseguem tirar carteira de trabalho e CPF para morar e trabalhar no Brasil.

Segundo Corinto, ao contrário do que se imagina, não são haitianos miseráveis que buscam o Brasil para viver, mas pessoas da classe média do Haiti e profissionais qualificados, como engenheiros, professores, advogados, pedreiros, mestres de obras e carpinteiros. Porém, a maioria chega sem dinheiro.

Os brasileiros sempre criticaram a forma como os países europeus tratavam os imigrantes. Agora, chegou a nossa vez — afirma Corinto.

Disponível em: http://www.dpf.gov.br. Acesso em: 19 jul. 2012 (adaptado).

Trilha da Costura

Os imigrantes bolivianos, pelo último censo, são mais de 3 milhões, com população de aproximadamente 9,119 milhões de pessoas. A Bolívia em termos de IDH ocupa a posição de 114º de acordo com os parâmetros estabelecidos pela ONU. O país está no centro da América do Sul e é o mais pobre, sendo 70% da população considerada miserável. Os principais países para onde os bolivianos imigrantes dirigem-se são: Argentina, Brasil, Espanha e Estados Unidos.

Assim sendo, este é o quadro social em que se encontra a maioria da população da Bolívia, estes dados já demonstram que as motivações do fluxo de imigração não são políticas, mas econômicas. Como a maioria da população tem baixa qualificação, os trabalhos artesanais, culturais, de campo e de costura são os de mais fácil acesso.

OLIVEIRA, R.T. Disponível em: http://www.ipea.gov.br. Acesso em: 19 jul. 2012 (adaptado).

INSTRUÇÕES:

O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.

O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.

A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.

A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.

A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.

A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.

 

Antes de iniciarmos a análise da proposta de redação do ENEM 2012, olharemos um pouco para as instruções da prova, pois elas nos dão várias orientações acerca da realização da mesma; portanto, não as deixem de ler.

O rascunho deve ser feito no espaço destinado ao rascunho, isto é, prestem atenção onde escreverão o rascunho e o texto em definitivo; não troquem as folhas, ou seja, não façam o rascunho na folha do texto definitivo e vice e versa. A segunda instrução refere-se, justamente, ao texto definitivo e complementa e primeira instrução; ele deve ser redigido na folha destinada a ele e ter, no máximo, 30 linhas. Respeitar este limite demonstra planejamento, que é fundamental.

O atendimento ao tema e ao tipo textual (dissertação-argumentativa) são destacados, assim como a elaboração de uma proposta de intervenção social que respeite os direitos humanos; assim, não fujam do tema, escrevam uma dissertação-argumentativa e não desrespeitem os direitos humanos em nenhum momento. Não só no ENEM, mas na vida, não sejam preconceituosos e discriminatórios.

O papel da coletânea também é enfatizado, pois os candidatos não devem copiar trechos dos textos motivadores nem das questões, passíveis de desconsideração das linhas copiadas na correção.

Agora sim, vamos à análise da redação do ENEM 2012.

O primeiro texto motivador relembra o movimento imigratório de cidadãos europeus para o Brasil no início do século XIX até o século XX, o que, aliás, faz parte da história familiar e de vida de milhares de candidatos, que possuem como avós e bisavós italianos, espanhóis, portugueses, alemães etc, principalmente nas regiões sul e sudeste do país. Isto poderia ser usado nos textos, de alguma forma, como por exemplo, iniciando a redação com um trecho narrativo que conte sobre a vinda destas pessoas para cá.

O texto extraído do site do Museu da Imigração, localizado em São Paulo, capital, enfatiza que os imigrantes europeus não trouxeram apenas mão de obra, mas também costumes, culturas, tradições (na culinária, na música, na moda), línguas diversas que contribuíram na Língua Portuguesa do Brasil etc, fato que não deve ficar no passado e sim deve ser trazido para o presente, pois a imigração continua, mas hoje por outros motivos.

Este texto, assim, aborda as contribuições e razões do movimento imigratório europeu para o nosso país passado, mas deixa uma lacuna para vocês pensarem sobre as contribuições e razões de um europeu ou um cidadão de outro continente vir para cá, já que a Zona do Euro passa por uma crise financeira que fez aumentar o desemprego na Espanha, em Portugal e na Grécia, por exemplo, já que a Primavera Árabe, nos países muçulmanos asiáticos e africanos fez crescer conflitos e guerras, como na Síria e no Egito e desastres naturais como o último grande tsumani que atingiu o Japão fez com que famílias se mudassem.

O segundo texto motivador fala, especificamente, sobre a imigração em massa de haitianos, por meio do estado do Acre, devido aos dois grandes terremotos que assolaram o já castigado Haiti em 2011. Juntamente com o gráfico que mostra o caminho dos cidadãos haitianos até o Brasil, o texto conta como eles são recebidos e o que o governo está fazendo para ajudá-los, já que eles vêm em busca de uma vida melhor com educação, emprego e saúde.

Sobre isto, vocês poderiam dissertar sobre o papel do governo brasileiro e criar a proposta de intervenção social que possibilitasse uma recepção mais adequada a estas pessoas.

O último texto motivador aborda mais um caso específico de imigração: o de bolivianos que vêm para o Brasil em busca de melhores condições de vida e acabam como trabalhadores escravos em confecções, na cidade de São Paulo, que vendem, aliás, para grandes marcas, como a espanhola Zara, como foi denunciado e noticiado na época. Propostas de intervenção social que objetivassem o combate à exploração destas pessoas, por meio de maiores fiscalizações, por exemplo, seriam bem vindas.

O porque do Brasil ser um dos destinos favoritos de imigrantes latinos e do resto do mundo é um ponto fundamental da discussão, pois embasa todo este debate. O nosso crescimento econômico, nosso destaque do cenário político mundial, nossa condição ambiental, livre de grandes desastres são algumas das razões que atraem os estrangeiros.

Tangenciou o tema o candidato que que abordou a imigração de maneira geral, sem a associação ao movimento imigratório do século XXI ou que abordou a questão da situação e da presença do imigrante no Brasil, sem a associação a sua vinda ao país; fugiu totalmente do tema o candidato que, por exemplo, escreveu sobre êxodo rural ou urbano, migração, emigração ou outros assuntos variados.

Esta foi a última prova de redação do exame, a do ENEM 2012. Não percam nossas publicações sobre o tema da redação do ENEM 2013 e boa sorte! Esperamos que todos os objetivos sejam alcançados!

Boa prova!


*CAMILA DALLA POZZA PEREIRA é graduada em Letras/Português pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP – Atua na área de Educação exercendo funções relativas ao ensino de Língua Portuguesa, Literatura e Redação. Foi corretora de redação na 1ª fase e de Língua Portuguesa na 2ª fase do vestibular 2013 da UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP. Participou de avaliações e produções de diversos materiais didáticos, inclusive prestando serviço ao Ministério da Educação.

**Camila também é colunista semanal sobre redação do infoEnem. Um orgulho para nosso portal e um presente para nossos leitores! Suas publicações serão sempre às quintas-feiras, não percam!

Veja mais artigos da professora Camila

Compartilhar

2 Comentários

Diferença Entre Refugiado, Requerente de Asilo e Imigrante - InfoEnem

[…] os vestibulares cobram dos candidatos o conhecimento e até seus posicionamentos! Lembra do tema da redação do Enem 2012, Movimento imigratório no Brasil do século XXI? Justamente por isso é muito importante se manter […]

Responder

elias soares

muito bom o tema do enen 2012

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *